8 de jul de 2010

O Garanhão, Lula e Nostradamus

Está bem, o Garanhão de Pelotas não está fazendo nada nesses dois dias por Joanesburgo. Nada que possa contar assim, abertamente. Ele tem direito. Direito de tudo um pouco: fazer o que faz em particular na púrpura dos seus lençóis e não fazer nada do que não seja continuar torcendo pelo futebol brasileiro, assim em público.

Ele não é culpado pelo fiasco cometido pela incúria de Ricardo Teixeira que escolheu o Dunga para perder a Copa Jabulani em nome do Brasil.

O que está mal é Lula - aquele que agora se chama de Dilma - andar pela África do Sul de cima abaixo sem ter coisa nenhuma para fazer. Afinal, quem é que dirige o Brasil?!? O vice está no hospital, de novo. Qualquer coisa, vão ter que chamar o Zé Sarney, outra vez. Ou será que ele nunca saiu?!?

O que sucede, em mais essa gandaia internacional, é que Lula tinha determinado um roteiro africano que o levasse até à Final da Copa que, ele pensava, seria disputada pelo Brasil contra uma Argentina, por exemplo. Como ele "torceu" pelas duas seleções, ambas voltaram mais cedo para casa.

Não deu. Seu pé frio não deixou. E o pé da aprendiz de azarenta, a postulante Dilma, também entrou em cena: mal ela disse que viria para ver a decisão da Copa, a cozinha do time de Dunga entornou o caldo. Sua voz deve ter ecoado roufenha pelos campos africanos. Os dois - a luz e o poste - deram com os burros n'água.
Hoje, sem mais o que fazer pelo país dos elefantes, Lula anda por aí distribuindo camisetas desvalorizadas da nossa seleção para ditadores que não sabem nada de bola e nem precisam ter jogo de cintura para fazer o que fazem.

O sorridente senhor aí ao lado, é o famoso Rupiah Banda, preside Zâmbia e o seu nome diz tudo; o taciturno entregador de camisas, não é o Dunga. O flagrante é do onipresente fotógrafo oficial da Presidência da República, Ricardo Stuckert.

Só para não dizer que o Garanhão de Pelotas e o presideus Lula estão usufruindo imerecidamente suas gordas diárias em euros e cartões corporativos fora do Brasil, esta noite ambos estarão na festa de lançamento do logotipo da Copa Tapioca-2014.
O Garanhão vai estar na turma do gargarejo, cobrindo o evento para a Rede de Intrigas Desportivas que paga seu salário; Lula vai estar lá em cima do palco iluminado, ao lado de Ricardo Teixeira, exaltando o Brasil como sede de mais uma Copa do Mundo.

O Garanhão nasceu em Pelotas e não em Saint Remy-de-Provence, e nem quer bancar nenhum Michel de Nostredame, mas... Espere só o que vai acontecer até 2014.