31 de jul de 2010

O Primeiro Tiro

Se vai mesmo sair guerra entre a Colômbia e Venezuela, Hugo Chávez deve dar o primeiro tiro. E levar também.

Ligações perigosas

Enquanto Lula fica tentando tapar o sol com a peneira, requebrando-se em cima do fio de um telefone, Hugo Chávez trata de  mobilizar tropas de infantaria e da força aérea em meio à tensão criada pela denúncia do governo colombiano de que a Venezuela abriga guerrilheiros de esquerda.

O trombeiteiro comandante vuvuzelano não disse exatamente para onde estava enviando as tropas nem o número de unidades, mas afirmou que lhe dá tristeza confessar em público que está investindo de quatro a seis horas de seu dia para estudar planos de guerra.

O conhecido aconchego de Lula ao chavismo não lhe dá o direito de usar o santo nome do Brasil em vão. O melhor que poderia acontecer neste exato momento era o rompimento imediato das relações... telefônicas. Que as diplomáticas, há muito tempo são um desastre.

É fácil fazer war not love quando se tem as costas largas.

Um Anarquista... Sem dó maior

A grande bronca do Garanhão de Pelotas contra Lula não tem nada a ver com cores partidárias. Posto que, nem mesmo o próprio Lula tem partido hoje. Ele manda no PT, isso é diferente. Não é ter partido; é tomar o partido.

A bronca é que Lula ocupa há oito anos o cargo de presidente da República. Não é elogiado pelo Garanhão quando acerta, "porque não faz mais do que a obrigação; está lá para isso, nada mais que isso". Quando erra, leva pau "porque não está no Palácio para errar". Como Lula passou o tempo todo errando muito mais do que acertando, o Garanhão deita e rola. Simples assim.

Como, segundo profetizouou Zé Dirceu - O Vavá de Luxo,  "Dilma é Lula, de novo" - sobra para ela também. Pode ser que, em chegando lá, a criatura não erre tanto quanto seu criador. Mas nem por isso será elogiada, uma vez que será Lulalá para isso mesmo.

Quanto a Zé Serra e Marina Morena, não passam de candidatos - a espécie mais comum da fauna e flora política - e não fizeram ainda nada por merecer maiores atenções - nem a favor, nem contra; muito pelo contrário - já que "são apenas candidatos, sem obrigações firmadas com o povo brasileiro, a não ser pelo que lhes sai dos dentes pra fora" - desdenha o Garanhão.

E, nesse vai-da-valsa, o Garanhão continua lépido e faceiro na sua campanha intransigente contra qualquer forma de autoridade e dominação, tenha lá o feitio de política, de economia, de modelitos sociais, ou de jugos religiosos.

O Garanhão de Pelotas defende - principalmente aos sábados, eterna perspectiva de domingos - uma sociedade baseada na liberdade. Sabe que isso não cabe na cabeçorra de Lula, nem na bolsa Kelly de sua postulante predileta. Sabe também que jamais verá um governo em que todo o poder emane do povo e que em seu nome seja exercido.

Vai continuar insistindo no mesmo teclado sem dó maior, embora saiba que o samba de uma nota só se preste muito mais para se ouvir do que para dançar.

RODAPÉ - Nunca, jamais, o Garanhão de Pelotas vai sequer pensar em admitir que Dilma, Marina ou Serra sejam suas mães brasileiras! Outra coisa: quando fala em "liberdade" trata-se da liberdade responsável. É claro que ele quer ver goleiros Brunos, Mizaéis Bispos, Sarneys, Renans, Beira-Collors e similares fora desse sol esplendoroso.

Ibope: Dilma 39x34 Serra... Lula está assustado

Saiu mais uma infalível pesquisa do Ibope. Dessa vez, com parceria e aval do jornal O Estado de S. Paulo e TV Globo. O placar é assustador: Dilma 39% x 34% Zé Serra. Está ficando cada vez pior para a candidatura de Lula em 2014.

Foto: R.Stuckert/PR
Do jeito que a coisa vai, Dilma além de querer replay daqui a quatro anos, vai lutar pelo terceiro mandato em 2018. Assim é que, a partir de 1° de janeiro, Lula terá que se contentar em seguir a carreira pós-palaciana de FHC: virar conferencista internacional para o resto da vida.

Quanto a Zé Serra, ele já começou sua campanha para ser ministro da Saúde outra vez. Só os tucanos não se deram conta disso até agora.

30 de jul de 2010

O Imbatível

Por que o Garanhão de Pelotas é invocado com Lula? Porque o Garanhão joga aberto. Lula esconde o jogo. Faz de conta. Engambela. Descobriu que é esperto e dá risada.

Ontem, a agenda da Presidência da República, informava oficialmente com timbre e tudo mais que às 20h o presidente tinha "compromisso privado". Nem dizia que era em Porto Alegre. Mais precisamente no "Gigantinho" - estádio do Internacional.

Por acaso, nada mais do que por acaso, a postulante Dilma tinha comício por ali. A viagem de Lula foi no avião oficial da Presidência da República que avoa com o dinheiro das burras públicas. Das burras e dos burros.

Do jeito que a coisa vai, o Garanhão vai acabar sendo um grande amigo do Presideus. Afinal, niguém avoa mais aberto, nem tão escancaradamente quanto Lula. Em matéria de fazer amigos e influenciar pessoas, o Cara é imbatível.

Maldição do Pé-Frio

Foto: R. Stuckert/Presidência da República
Essa turma do Internacional de Porto Alegre gosta mesmo de viver perigosamente. Mal acabou de ganhar de 1 a 0 do São Paulo e já foi caindo no ritual de entrega de uma camisa do time para Lula da Silva. Vem aí o jogo decisivo, no Morumbi. Para escapar da Maldição do Pé-Frio, os sampaulinos já mandaram avisar ao Palácio do Planalto que o estoque de camisetas nas suas lojas e butiques está completamente esgotado.  Ah, sim... A tribuna de honra já está lotada.

Cadeira Vazia

Então tá, Marcelo Baumbach - porta-voz do dono disse que Lula telefonou - e telefonou mesmo - para a Colômbia e falou com o presidente Juan Manuel Santos que vai ser empossado no dia 7 de agosto, no lugar de Álvaro Uribe que mandou Lula não se intrometer no conflito entre colombianos e Hugo Chávez, comandante da Vuvuzela.

O Garanhão de Pelotas, reagiu bem à moda pampeira diante de Baumbach: - Ele pensa que a gente está de bombacha, tchê!

Baumbach disse que para Lula o assunto com Uribe "está superado". E resumiu para a imprensa os 15 minutos de ligação internacional contando que o gesto de Lula serviu para apaziguar os ânimos nesse momento de tensão entre Colômbia e Venezuela que não tem nada de "desentendimento pessoal".

Esse final de frase aí, não foi de Baumbach. É do Garanhão de Pelotas mesmo. Ele inclusive adianta que a repercussão da jogada de cintura de Lula para cima do novo presidente não repercutiu nem em rodapé dos jornais colombianos.

O jornal El Tiempo, de Bogotá, apenas reproduziu o que seu correspondente aqui no Brasil tinha ouvido do porta-voz do dono na coletiva no Palácio do Planalto. Santos até agora não tomou nenhuma iniciativa de dizer para seus eleitores que Lula havia lhe telefonado.

O outro jornal da capital colombiana, o La Republica deu uma nota dizendo que o presidente do Brasil vai estar em Caracas dia 6, véspera da cerimônia posse de Juan Manuel Santos, conversando com o comandante Hugo Chávez a respeito da Cúpula da Unasul semana que vem, em Quito.
Diz que vai tratar da participação do vuvuzelante Chávez, no jantar à noite com Uribe e da provável presença da dupla na posse de Santos em 7 de agosto - primeiro dia e primeira noite do governo Juan Manuel Santos.

Se essa cadeira ficar vazia na noite de 7 de agosto, não será desgosto nem novidade nenhuma. A cadeira que Lula deseja, quer e ama de paixão fica lá em Nova Iorque, na sede da ONU.

Esquadrão da Vida

Foto/Div. Fonte: Luiz Fernando Oliveira de Moraes
O Garanhão de Pelotas mal pode esperar para encontrar, numa das mil esquinas da Brasília de hoje, com o  Esquadrão da Vida, grupo de teatro de rua fundado há 30 anos pelo agitador cultural Ari Pararraios, já falecido.

O Esquadrão da Vida está de volta às ruas de Brasília. Enfim, uma boa notícia! A Grande Ilha está sendo municiada com o som e as imagens do talento e da liberdade de expressão. O Esquadrão da Alegria é um bom bocado de felicidade que seus artistas colocam na vida da gente.

O Esquadrão está agora sob o comando da filha de Ari, Maíra Oliveira - na foto, com o tambor - que adaptou texto de Eugene Ionesco, o pai do teatro do absurdo, e criou O Filhote do Filhote de Elefante, que reúne texto, música, muita ginástica e contorcionismo - trabalho es/forçado definido pelo próprio grupo como uma brincadeira. Maíra é neta de Laila Massot Madeira Coelho e filha de Fernanda Massot, ambas da cidade de Pelotas - aquela "pátria pequena que a gente tem lá no Sul".

ELITE É...

Eis aí o mestre Lula, outra vez com complexo de professor:

"A elite brasileira não sabia o que era capitalismo. Foi necessário um metalúrgico entrar para a Presidência para ensinar como se faz capitalismo".

Como assim?!? Quando entrou para a Presidência Lula trabalhava em que fábrica? Há quanto tempo não tinha emprego? E o que é elite? O que é capitalismo? O quié isso, companheiro?!?

Para começo de conversa, o conceito inicial de elite é um grupo dominante. Elite é uma classe social com o poder de decisão política e econômica. Um grupo, ou turma, ou bando que exerça uma dominação política sobre a maioria dentro de um sistema de poder dito democrático.

Elite pode ser uma referência genérica a grupos posicionados em locais hierárquicos de diferentes instituições públicas, partidos ou organizações de classe; pode ser entendido simplesmente como aqueles que têm capacidade de tomar decisões políticas ou econômicas.

Elite é a identificação daquelas "pessoas não comuns" ou grupos capazes de formar e difundir opiniões que viram referência para as pessoas comuns da sociedade.

Elite hoje no Brasil da Silva tem a cara e o espírito de corpo de um metalúrgico que chegou aposentado e inativo no Palácio do Planalto, substituindo a falta de preparo educacional, a ausência de vocação para o trabalho pelo faro da esperteza; trocando o vácuo do feeling administrativo, pelo olfato de levar vantagem em tudo, tudo a toque de caixa com a força da paixão irrefreável pelo poder.

01. Elite é um grupo dominante... Você sabe o que e quem domina hoje o Brasil;
02. Elite é poder de decisão política e econômica... Você sabe do que e de quem se está falando;
03. Elite é dominação política sobre a maioria... Você sabe quem balança a pança e comanda a massa;
04. Elite é o aparelhamento do Estado, a tomada de cargos e funções públicas... Diga de quem se trata;
05. Elite é o domínio e a ocupação de partidos e organizações de classe... Aquele que souber quem sustenta as ONGs de fachada, os sindicatos de araque, os pelegos de luxo, levante o dedo.

Elite, teu nome é Lulinha, Vavá, Dilma, Temer, Sarney, Collor, Renan, Zé Dirceu, Palocci e seus sargentos Garcias, Franklins, Delúbios, Genoínos, mensaleiros, cuequeiros, dossiêzeiros, vampiros, sanguessugas, aloprados... Pode assinar, ou garatujar um X embaixo e registrar no cartório do céu:

Lula, o Filho do Brasil.
Presideus por afinidade com o Homem.
Pai da Elite Coalizada, por convicção.

RESPINGUE-PONGUE

Patrulhão: Você é do contra?
Garanhão: Sou a favor... De quem é contra isso tudo que está aí.

Patrulhão: Mas, você só dá nos dedos de Lula...
Garanhão: É que, se a gente levar em conta, nos dedos dele dá um pouquinho menos de trabalho.

Patrulhão: Você leva algum de alguém por baixo dos panos?
Garanhão: Não. Faltaria pano pra manga.

Patrulhão: Então, por quê só o Lula?
Garanhão: Não é só o Lula. Tem a Dilma de vez em quando e também sempre. Mas é fácil de explicar. É que, nos tempos de criança, eu não convidaria nenhum dos dois para brincar de esconde-esconde, de pega-ladrão, nem muito menos de dar injeção.

Patrulhão: E com quem você brincaria?
Garanhão: Com todos os que sempre brinquei. Aqueles que não revelavam onde os outros estavam escondidos, só para vencer a brincadeira; os que não queriam sempre ser o ladrão, ao invés de polícia; aqueles que só brincavam de dar injeção no braço...

Patrulhão: Você brincaria com Zé Serra, ou com a Marina?
Garanhão: Só pra ver se eles conseguiriam dizer onde Lula e Dilma estariam escondidos; só pra ver se eles gostariam de brincar tanto de polícia quanto de ladrão; apenas pra saber se para eles tanto faz tomar, quanto levar injeção e, bem, em que lugar eles gostariam de dar e de levar...

Patrulhão: Você brincou com Fernando Henrique Cardoso?
Garanhão: Brinquei... Chutei o tempo todo aquele pé que ele disse que tinha na cozinha...

Patrulhão: Então, com Serra e Marina você brincaria?
Garanhão: Sim, só para dar uma de Lula e outra de Dilma pra cima deles... Na primeira oportunidade virava a mesa e mostrava o quê e quem estava por baixo dos panos.

Patrulhão: E o que você ganha com isso?
Garanhão: A ira e a distância deles todos. Nada mais agradável que isso. Nem mais digno de um brasileiro que não consegue engolir essa fauna de sapos e tucanos, nem se deixa engasgar por espécies verdejantes da imensa flora nacional.

Patrulhão: E qual é então a sua receita?
Garanhão: Que cada um pare de brincadeira e faça o seu próprio regime.

O Anarquista Final

O Garanhão de Pelotas não foi na sua vida de animal social, uma entidade devidamente inserida no contexto, a ponto de ser hoje um anarquista da cabeça aos pés.
É mais rebelde do que anarquista; mais revoltado do que rebelde. Não aconselha ninguém a ser um anarquista; muito menos diz que não.

O anarquista arte-finalizado e puro é tão inalcançável quanto viver felicidade o tempo todo. É como tentar escrever o assobio. Tente. Antes você vai descobrir a loucura.

Por qué no paras de zurrar?!?

Nos bons e velhos tempos de colégio, uma das primeiras e mais marcantes lições de vida que o Garanhão de Pelotas aprendeu é que tamanho não é documento.

Cansou de ver, no horário de recreio, muito grandalhão levando tabefes de meninos mirrados e bem menores. Assimilou com profunda admiração a história de David e Golias.

Viu que o baixinho Garrincha desmontava os maiores e mais truculentos marcadores. Soube que Pelé não precisou ter mais do que 1m72 de altura para ser o maior do mundo.

Aprendeu que Getúlio Vargas - o simpático ditador poderia ter participado do festival de teatro estudantil atuando como anão na peça Branca de Neve; que Adolf Hitler era um baixote que infernizou a vida do possante Winston Churchil e quase derrubou o descomunal pau de vira-tripa Charles De Gaulle. Napoleão, por exemplo... Napoleão era, dentre os nanicos históricos, um dos mais invocados.

E o Arnold Schwarzeneeger, que altura você pensa que ele tem? E o Jean Claude Van Damme? E o Tom Cruise e o boca-torta Sylvester Stallone... que estatura você acha que essa gente toda tem?!? Tudo baixinho e valentão! O Cazuza era tiquitito pero cumplidor, um baita compositor; o Lauro Corona, era baixinho e, no entanto, um ator de enormes dimensões.

E só para não deixar de ser porco-chauvinista, e aquela anãzinha do Gran Circo que dava pro trapezista que emprestava o nome ao espetáculo? Que valentia, que coragem!

Mas, ao correr da vida o Garanhão de Pelotas viu muito baixinho medroso também. Mais covardes e fanfarrões do que precavidos.

Há coisa de dois anos, em plena XVII Conferência Ibero-Americana, o vuvuzelante Hugo Chávez não parava de interromper a tudo e a todos com suas basófias incomodativas, quando levou pela cara um acachapante brado de Juan Carlos de Espanha: - Por qué no te callas, Chávez?! Não só calou-se, como saiu com a cola entre as pernas.

Agora, Álvaro Uribe enfiou o dedo na caneta e mandou um desaforo por escrito para Lula Da Silva, um presidente que se promoveu a cabo eleitoral de uma postulante e, mais que isso, aparenta ser o presideus de uma nação inteira - o que parece pouco para suas pretensões de grande mediador latino-americano e mundial, pai de todos, fura-bolo e mata-piolho.

Lula do Brasil foi chamado explicitamente de deplorável e, na altura em que o comunicado de Álvaro Uribe diz que ele "não entendeu a dimensão do conflito entre Colombia e Venezuela" chamou-o, nas entrelinhas e na melhor das hipóteses, de tonto. Um depreciativo que ribombou pelo mundo afora como se o presidente colombiano - que sabe da velha camaradagem entre os FARCistas Lula e Chávez - estivesse mandando Lula parar de dizer asneiras. Uma chamada, um pito, um puxão de orelhas, mais ou menos assim como:

- Por qué no paras de zurrar, Lula?!?

Os tropeiros do presideus já saíram dos estábulos e se adiantaram a apagar a versão hodierna daquela provocativa cuspida que nos tempos de colégio antecedia o primeiro tapa, aquele que dava início à briga entre dois desafetos de bancos escolares; o tradicional - Vem, vem se tu é homem! Lula já mandou avisar que não vai bocar. Encolheu-se, vai engolir o que disse e guardar o desaforo em casa.

Uma coisa que o Garanhão de Pelotas aprendeu com as brigas entre grandalhões e baixinhos pela existência e pelo mundo afora é que, invariavelmente, o vencedor sempre era aquele que tinha razão. Tamanho nunca foi documento. O certo sempre venceu o errado. Aquela coisa do bem contra o mal...

RODAPÉ - O Brasil tem um território de 8,5 milhões de metros quadrados e 192 milhões de habitantes. É sete vezes maior do que a Colômbia, com 1,2 milhão de m2 e uma população de 45 milhões de pessoas. A Colômbia tem um índice de alfabetização de 95,3% e ocupa o 83° lugar no ranking mundial; o Brasil, com 90% de alfabetizados é o 95° colocado  no mundo. O Brasil de Lula é bem maior do que a Colômbia de Uribe... Só no grito.

29 de jul de 2010

Eu quero a minha mãe!

"O presidente Lula me deixou um legado, que é cuidar do povo brasileiro. Eu vou ser a mãe do povo brasileiro". (Dilma, candidata do PT a tomar o lugar de Lula, em outubro).

RODAPÉ - Aí tem coisa. Maurice Barrés (Un Jardin sur l'Oronte) já dizia que "entre todas as mulheres, só a mãe representa a verdade". Então, o quié isso companheira, Dilma representa a verdade?!? Eu quero a minha mãe!

Camicases da Webmedia

POR QUE?
Duas coisinhas instigantes: 1) Por que os camicases pilotos japoneses botavam capacete antes de seus voos sucidas? 2) Por que as pesquisas eleitorais - todas elas - perguntam "o que você acha do governo Lula"?... O Cara não está saindo?!?

EDUCAÇÃO
Para melhorar notas os professores dizem que estudar deve ser hábito. Então, está explicado por que eles não monges.

DINÂMICA
Problemas na escola vêm de casa. Segundo estudo, falta de dinâmica familiar pode afetar o comportamento das crianças. Ledo engano: o excesso dinâmica e que faz tudo. Um barraco por dia; um "tapinha de amor" que não dói toda santa noite; um porre de dois em dois dias... Se isso não é dinâmica, a sua avó é bicileta.

BAKUNIN
Este espaço é tomado pelo espírito de Bakunin. Anarquia é a nossa praia. Chuta-se os dedos desse governo todos os dias, na esperança de continuar chutando o próximo governo para sempre. Para o seu governo: o Garanhão de Pelotas não tem, não quer e nunca vai ter patrão. E asim acontece nos outros espaços: Sanatório da Notícia e Liberdade de Expressão. Eles não tem patrão e nem querem patrãocínio. São os camicases da webmedia.

PREFERÊNCIA
Se o que se  diz aqui à toda hora e sempre de Dilma acaba favorecendo a Zé Serra, bem feito para vocês que vão sofrer as consequências. Entre Dilma, Serra e Marina, prefere-se aqui não tomar conhecimento de nenhum outro candidato nessas eleições. Aliás, a preferência é não tomar conhecimento nem das eleições.

EBCT e o Prato frio

Carlos Henrique Custódio foi demitido da presidência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, ao mais puro estilo Lula: por telefone - bem do jeito que Cristóvam Buarque foi posto pra rua do Ministério da Educação lá pelo primeiro mandato lulático.

Custódio não mereceu de Lula um reles Sedex sequer. Agora, vai responder na mesma moeda. Seus agradecimentos ao governo que o aturou tanto tempo na presidência dos Correios serão enviados ainda hoje ao governo... Por carta. E que Lula se dê por feliz; poderia ser por telegrama.

Quando a correspondência chegar, Lula já não será mais presidente da República e nem será mais habitante do Palácio. Vingança é um prato que se come frio.

RODAPÉ - Lula, uma vez mais demonstrou esperteza: se a demissão fosse por Sedex, Custódio ficaria na presidência da EBCT no mínimo até o ano que vem.

Mãe do Povo Brasileiro?!?

Reprodução/ABr
Em um desses palanques cheios de escravos de Jó, Dilma - a postulante caxangá, aquela que bota e tira programa de governo à toda hora, mandou ver ontem em Natal, no Rio Grande do Norte, mais uma promessa de difícil realização: disse que "eu vou ser ser a mãe do povo brasileiro".

Até o presideus Lula foi tomado de surpresa: - Ué, eu nem sabia que a Dilma estava grávida!

Já a reação do Garanhão de Pelotas não foi tipo assim daquelas de quem o cara é o último a saber; foi mais de quem subia nas paredes: - Epa, eu fora! Mãe é uma só!

Ao cair da tarde, encucado com a inauguração de mais um PAC pela dileta candidata, o Garanhão alertava a equipe de redatores na redação de sua agência de notícias no Planalto Central do Brasil: - O pior é que basta Dilma fazer o que Lula vem fazendo há oito anos com o povo brasileiro para ela ter um monte de filho por aí...

E antes de encerrar o expediente da quarta-feira ainda murmurou como quem não é árbitro de futebol: - Era só o que faltava a gente ser chamado de filho dessa e daquela; disso e daquilo...

Mas a última notícia que mandou para a mídia carregava a manchete do dia: Dilma está grávida!

Determinou uma blitz de jornalismo investigativo. Agora ele queria saber quem teve a ousadia de, digamos, chegar às vias de fato e promover esse milagre brasileiro de procriação anunciado pela candidata preferida do Palácio. Dispensou a turma, apagou a luz e foi para mais uma saudável sessão de happy hour no Píer-21 logo ali ao lado, no Lago Sul da Grande Ilha.

THE DAY AFTER

Neste amanhecer de quinta-feira, a frase de efeito mais pronta de Dilma lá em Natal estava na cabeça do Garanhão enquanto ele cumpria o ritual do seu breakfast: “O presidente Lula me deixou um legado, que é cuidar do povo brasileiro. Eu vou ser a mãe do povo brasileiro”.

Logo que chegou ao escritório, promoveu uma breve reunião de pauta e cancelou a blitz investigativa sobre a paternidade do PAC da Gravidez: - Vamos tratar de outro assunto. Já se sabe quem é o pai dos brasileiros.

Brindaram com cafezinho e pão-de-queijo a mais um dia de redação e a pauta foi encaminhada para saber por quê Lula demitiu o presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Afinal, ele não tinha nada a ver com Roberto Jefferson. Vai ver que foi por isso.
O Garanhão de Pelotas mandou seus repórteres descartarem logo a hipótese da demissão por  "incompetência". Se fosse por isso, todos os ministros de Lula já deveriam ter seguido o caminho de Matilde Ribeiro que nem sequer comprou tapioca com o cartão corporativo e foi parar no olho da rua.

28 de jul de 2010

Pronto! Mais um lançamento da dupla Sérgio Siqueira/Mike Ronchi. O coquetel de a sessão de autógrafos começam às 18h30 do dia 11 de agosto, no Café Cultural da Caixa Econômica Federal - Brasília. Clique na foto e saiba porque os autores vêem vocês com bons olhos.

Festa Podre

Semana só de páginas policiais, o Garanhão de Pelotas foi remexer nos seus alfarrábios. Chegou aos dossiês de cinco anos atrás - redundantes, é claro. Os dossiês e os anos atrás...

Aí, deu de cara com o caso Lulinha e com aquele dos dólares na cueca. São contemporâneos. Comemoram cinco anos de impunidade. E, como o Garanhão sabe que você já nem se lembrava mais disso, vai dar uma espanada no lixo que na época foi varrido para baixo do tapete da democracia brasileira. rememoremos, pois...

Foi há cinco anos. Julho de 2005. A Gamecop, empresa de Fábio Luiz da Silva, filho de Lula, recebeu 5,2 milhões de reais da Telemar que é assim-assim com o governo.

Nessa mesma invernosa e longínqua semana de julho um assessor do deputado Zé Guimarães, do PT do Ceará, foi flagrado com 100 mil dólares na cueca. Zé Guimarães, por acaso e segundas intenções, é irmão de ninguém mais nem menos do que Zé Genoíno.
Os aguapés do Palácio do Planalto logo se mexeram. Vazaram a informação para a mídia, dando a impressão de que as operações eram normais. Zé Guimarães alegou que a cueca com dinheiro sujo era um barraco armado para manchar o mano Genoíno. E que no Ceará não tem disso não, tem disso não, tem disso não.

Se você não sabe, o caso de Lulinha não deu em nada. A não ser que ele hoje tem um porvir muito mais risonho do que aquele que vislumbrava quando era funcionário do Zoológico de São Paulo.

Reprodução/nogabinete.com
Já no retumbante e rançoso escândalo da cueca, Zé Genoíno ficou exposto por uns tempos e o Ministério Público chegou à conclusão de que os dólares tinham cheiro de uma propina que o deputado irmão de Genoíno receberia pela intermediação de financiamento entre um consórcio e o Banco Nordeste do Brasil.

Hoje, Lulinha, Genoíno, Zé Guimarães, Gamecop, cuequeiros, vazadores de informação, acusados e acusadores, estão de aniversário.

As celebrações até podem - quem sabe?!? - se realizarem no exclusivíssimo condomínio Jardim Atlântico, de Ilhéus na Bahia, na casinha de 750 metros quadrados à beira-mar que o ilustre filho do Filho do Brasil habita, de quando em quando. Parabéns pra você que não foi convidado para essa festa podre.

27 de jul de 2010

HAI-KAI
Lula, o Pavão / quer bancar em Gaza / o Rei Salomão

SEM MIRA
Viciado gaúcho pirou e se danou a dar tiros dentro de casa, num bairro da zona sul de Porto Alegre.
Perdeu a chance de acertar o próprio pé. Era o mínimo que merecia.

CASO MÉRCIA
Polícia pediu cadeia preventiva e o Ministério Público também quer prisão cautelar para Mizael Bispo, pelas razões costumeiras. Bispo alega que o hábito não faz o monge. Até que o crime tenha castigo, o Bispo se manda da paróquia.

ALGEMA NELE
Um traficante fugiu algemado pela porta da frente da Delegacia de Polícia. O delegado continua solto.

CASO BRUNO
Esta terça-feira foi dia de acareação. Dois primos mentirosos foram colocados frente a frente. O sangue deles era compatível; os depoimentos, não.

MORUMBI
Ricardo Oliveira chega no São Paulo e diz que "cirurgia no joelho é passado". Como se ele mesmo também não fosse.

TRICOLOR CARIOCA
Washington - o Coração de Leão deixa o São Paulo e acerta com o Fluminense. Trocou um tricolor por outro. Com o Muricy de técnico, ele joga. Vamos ver o sorriso do Fred.

POTE DE OURO
Notícia do jornal Estadão: Não montei esquema em Serra Pelada, afirma Edison Lobão
Ex-ministro de Minas e Energia acusa aliados por relações entre garimpeiros e empresa canadense.

A edição de domingo do jornal O Estado de S. Paulo mostrou que Lobão e aliados montaram um esquema para ter o domínio na retomada da exploração do ouro na região sul do Pará por meio de empresas - algumas de fachada - abertas no Brasil e no Canadá. Vídeos mostram que os garimpeiros chamam Lobão - que foi ministro entre 2008 e 2010 - de "patrão". "É uma expressão carinhosa", justificou o senador. (Estadão).
´
RODAPÉ - É preciso dar crédito ao notável ex-ministro de Lula. Pelo olhar aí da foto tudo leva a crer que ele pode não estar mentindo. Talvez não tenha montado mesmo esquema nenhum em Serra Pelada. Montaram por ele. E Lobão nem sabe bem por quê o Ministério das Minas e Energia deu aval ao mexe-mexe de seus aliados, ainda que detectando "vícios"  e "irregularidades" no processo de abertura de Serra Pelada.

Maradona Demitido

Reprodução/cultebol.blogspot.com
Maradona foi demitido do comando da Seleção da Argentina. Pela sua proximidade com o comandante vuvuzelano Hugo Chávez, pode ser contratado como técnico do time da Vuvuzela. A piada tem tudo para dar certo: Maradona não sabe nada como treinador; os venezuelanos não sabem nada de futebol. Tanto tem que o milongueiro Maradona teve frouxos de riso.

Recenseamento & Pesquisa do Garanhão

VISITA DE RISCO
o IBGE... Me engana que eu gosto. Não é nada por causa do IBGE; é tudo pelo risco de subir os morros cariocas, ou de enfrentar a Cracolândia em São Paulo. Que recenseador se anima a ir até lá com uma computador de bolso nas mãos?!?

PESQUISA 100%
O IPOG - Instituto de Pesquisas de Opinião do Garanhão de Pelotas - com pedra fundamental inaugurada dia 23 de julho de 2010 - realizou, de 1° de janeiro deste ano até sexta-feira da semana passada, nada menos do que 180 milhões, 356 mil e 700 telefonemas.

Perguntou sempre a mesma coisa: - Você já respondeu na vida a uma pesquisa do Ibope, do Vox Populi, do Datafolha, Sensus, similares, genéricos ou coisa que o valha?

Resultado: 100% não! Os dados estão à disposição no dossiê guardado a sete chaves na casa dos patrocinadores, cuja identidade e endereços são mantidos sob rigoroso sigilo.

A margem de erro é de 2 pontos percentuais para cima e 2 pontos percentuais para baixo. Se você respondeu, é porque não passa de um marginal desses dois pra lá, dois pra cá.

Quanto àquela discrepância entre a data de fundação do Instituto e o período do levantamento fica tudo por conta da margem de dúvida dos incrédulos. Não tem a menor importância diante do efeito que a versão das pesquisas provocam.

Cambistas paralelos

Novo estatuto do esporte passa a punir vândalo e cambista no futebol. E o paper view continua livre, leve e solto?!? Não há nada mais escorchante no futebol do que as TVs a cabo que se adonaram dos "melhores" jogos de futebol para cobrar os "canos americanos" por suas transmissões por tubo.

Passam o tempo todo transmitindo Arrancatoco x Quebracanela, mas quando chega uma decisão da terceira divisão entre Bangu e América, metem um código de barra para cima do assinante, com o beneplácito dos legisladores, como se isso não fosse o mais descarado câmbio paralelo do esporte.

Easy Rider

Fim de primavera do inexpressivo ano de 2009 em pleno Planalto Central do Brasil.  O Garanhão de Pelotas acometido de profundo fastio pelo lamaçal que escorria da rampa, decidiu dar um tempo e viajar tipo assim easy rider, rumo ao extremo Sul do Brasil Da Silva.

Seu objetivo era deixar de lado um pouco do animal social, libertar-se do sentimento governista de ignorar escândalos e alcançar a tão almejada liberdade pessoal.

Despertou o motociclista - que motoqueiro é operário que faz entrega, ou assaltante de capacete - que havia dentro dele e largou-se pela estrada em sua possante máquina rubro-cinza que comprou para prestar homenagem aos bons tempos em que defendia, no estádio da Estação Ferroviária, a briosa camisa do Clube Atlético Bancário.

Tudo ia muito bem, quando de repente não mais que de repente, eis que senão quando - como versejava Vinícius - ele se deu conta de que sua carteira de habilitação estava vencida. Já percorrera uma boa quilometragem. Atravessara São Paulo e estava entrando no estado do Paraná, sem padecer a abordagem dos piratas infiltrados na polícia rodoviária. Resolveu apostar na sorte.

Mais do que isso, foi em frente porque "bolas, renovar a habilitação vai levar pelo menos um mes. Tá vencida, pago multa e tenho ainda que me submeter a exame de aptidão... Vou que vou assim mesmo". E foi. Não muito. Logo deu de cara com uma patrulha que, de inopino - como faz bem a historietas desse tipo - saiu detrás de uma moita à beira da rodovia.

Obedeceu ao sinal para parar. Imaginou uma desculpa. Não viu nada melhor do que fingir que nem sabia estar desabilitado para dirigir. O guarda, com bons modos, pediu-lhe os documentos. Mostrou-lhe todos, até chegar à habilitação. Dançou.

Com bons modos, o policial anunciou com fala macia o valor da multa e a apreeensão da moto, "já que com carteira vencida, ninguém pode dirigir". Cerca de trinta minutos depois, o Garanhão de Pelotas cortava, lépido e faceiro a estrada que o levaria a seu destino premeditado: uma semana em Punta del Este, capital do Uruguai e pelo menos, meia dúzia de noites ao derredor das roletas bem comportadas do Conrad, capital de Punta.

Lépido e faceiro, sim... Lépido - porque a moto era uma máquina, andava muito; faceiro - porque não fora multado, nem perdera pontos no cadastro de motorista. E a propina foi suave: doces R$ 50. Sorria. Não por muito tempo.

Coisa de 40 quilômetros dali, nova patrulha ambulante. Parecia o mesmo banco, a mesma praça, o mesmo jardim. A conversa foi a mesma; a propina também. Nem multa, nem ponto perdido.

Pilotou assim, feliz da vida, com menos cem pratas no bolso até chegar aos limites de Santa Catarina. Ali, deu de cara com os piratas de bandeira cáqui. Pagou e não bufou. Mais cinquentinha e votos de uma boa viagem. Desde que não abrisse o bico sobre as diligentes barreiras que, de quando em quando, surgiam pelas margens da vida. "Não vá denunciar a nossa estratégia de vigilância e proteção aos bons motoristas" - ainda debochara com maciez um deles.

E assim, de propina em propina, o Garanhão concluiu a primeira etapa de sua viagem. Já em sua terra natal, viu amigos e influenciou pessoas.

Logo se mandou para Punta del Este. Hospedou-se no Remanso, mas com cara de quem estava no Conrad. Toda noite foi às roletas; viu Armando Manzanero, um naco do Cirque du Soleil e até passou um fim de madrugada na praia bebericando um Chivas Reagal com o mexicano Luiz Miguel, cantador dos boleros de Manzanero e umas que outras guapas señoritas de ocasião.

Ganhou no jogo - andava meio azarado no amor - ganhou o bastante para pagar a hospedagem, os shows, as namoradas que namorou, o uísque que tomou e o amargo regresso ao ponto de partida, a insuspeita capital da República dos Calamares.

Foi, como se denota, uma viagem bem familiar: começou como Easy Rider, de Peter Fonda; estava acabando como Amargo Regresso, de Jane também Fonda. Esperto como um Lula motoqueiro, mandou disfarçar a moto dando-lhe as cores do áureo-cerúleo, time da Avenida Bento Gonçalves, onde jogou fora boa parte de sua adolescência esportiva.

Na verdade, o passeio do Garanhão foi como um filme que a gente já tinha visto. Fazendo o mesmo caminho de volta, o nosso aventureiro predileto pagou por três vezes as mesmas três propinas de cinquenta reais, aos mesmos piratas do asfalto, nos mesmos pontos estratégicos de abordagem.

Nenhuma multa, nenhum ponto perdido na carteira de habilitação, nenhuma apreensão da moto... Apenas R$ 600 a menos no bagageiro atulhado de garrafas de Chivas Reagal, trazidos do Uruguai por um sexto do preço de mercado.

Já na Grande Ilha, o Garanhão de Pelotas, aprontou-se para reencetar suas atividades de furungador político, financiado pela RIO - Rede de Intrigas da Oposição que continua fazendo drapejar a sua bandeira: "Hay gobierno, soy contra".

O Garanhão de Pelotas, um dia antes de voltar à ativa, recebeu um bilhete garatujado com uma ameaça apócrifa: "Nós sabemos o que você andou fazendo na última primavera... Podemos processá-lo por corrupção ativa!". Deu de ombros. Pulou e andou para a tentativa de chantagem. Sabia que o golpe não tinha como prosperar.

Como é um personagem da mais pura ficção, essa história nunca aconteceu. Nem a viagem, nem o contrabando de Chivas, nem as propinas, nem a tentativa de chantegem, nem a possante moto... Essa está lá, guardada e bem escondidinha na garagem da mansão do Lago Sul, pintada de rubro-negro, as cores do G. E. Brasil, o Xavante pelotense - pronta para o próximo verão.
CABOS ELEITORAIS
É como lamentava, outro dia, um especialista em montagem de dossiês para outro do mesmo bando:
- Nossa candidata empacou nas pesquisas...
- Não é surpresa nenhuma. Já estamos há quase uma semana sem nenhum escândalo.

ESPERA ARRISCADA
Deu na Folha Online: "Irmão de Rafael Mascarenhas assiste à reconstituição e diz que espera por justiça". É bom tomar cuidado. Até lá, ele pode ser atropelado.

100%
Para quem gosta de pesquisas populares e acredita em lobisomem, o Datafolha garante que "Governo Lula é 'ótimo' ou 'bom' para 77% dos brasileiros". Assim que forem pesquisados, os outros 23% acharão a mesma coisa.

PRENÚNCIO
Ouvido nos corredores do grupo que coordena a campanha dos tucanos: - Com aquela cara de doente, o Serra não deveria falar em Saúde à toda hora...

REFORÇO
Direção alviverde atende pedido de Scolari e confirma a contratação de Valdívia por R$ 13 milhões. Pronto, o Felipão já começou a dar prejuízo ao Palmeiras. O jogador chega para levar cartão vermelho já no primeiro jogo.

PÉ-FRIO
Inda que mal pergunte, o Felipe Massa andou visitando o Palácio do Planalto, este ano, antes de começar a temporada de Fórmula-1? Em todo caso, Nelsinho Piquet foi muito mais explícito quando teve que obedecer as ordens do patrão. A Ferrari já começa a estudar a troca de um pelo outro.

JUNTOS FOREVER
Depois de namorar em um asilo, o velhinho de 97 anos casou com uma jovem de 87 anos. Esses serão felizes para sempre. Por absoluta falta de tempo.

HUMORES
Mano Menezes é quase o Dunga sem tirar nem por. A única diferença é que o seu mau humor é mais bem humorado.

BOM ENTENDEDOR
Mano Menezes mostrou que realmente entende de futebol. Convocou apenas um jogador do Corinthians. E assim mesmo, foi o Jucilei.

DESCASO
Os tucanos ainda não perceberam o óbvio lulante: quanto menos atenção derem às vuvuzeladas de Hugo Chávez, mais dificuldades Lula terá para transferir popularidade para Dilma.

VELHO DEBATE
A Bandeirantes anuncia com toda pompa e circunstância o primeiro debate dos candidatos Serra, Dilma e Marina na TV. No dia 5 de agosto, você vai decidir se em outubro vota em Lula ou FHC. Em Heloisa Helena, nem pensar.

ESSAS MANCHETES...
Esta é do jornal gaúcho Zero Hora: "PM é baleado em tentativa de assalto na Capital". Tá bom, mas ele tentava ou sofria o assalto?!?

A MUDANÇA
Depois de todos os escândalos, depois de todos os desgastes, o Congresso Nacional deve sofrer uma renovação de mais de 60% dos seus integrantes. Não se desespere. A mudança vai ser para pior.

O ARREPIO
Os comentários da Miriam Leitão são de arrepiar. Basta olhar os cabelos dela.

A QUESTÃO
O que será que Zé Serra,  Caxangá e Marina Verde pensam da Argentina agora que aprovaram por lá o casamento gay? Aqui, a pergunta é a seguinte: - Você casou; tem filhos?!?

ESCRAVOS DE JÓ
Nuncanahistoriadessepaís um postulante ao cargo de presidente da República enviou três programas de governo à Justiça Eleitoral. E ninguém deu bola para tamanho mico. Parecia até jogo de caxangá: bota, tira... É por isso que qualquer governo, até esse que Lula vem fazendo, tem só 77% de aprovação. Se a turma estivesse mais atenta, teria 100% dos escravos de Jó.

26 de jul de 2010

A Nova Seleção do Brasil

Mano Menezes acaba de convocar a nova Seleção Brasileira de futebol. Vai começar a temporada caça-níquel. O grupo tem cara de renovação carismática. São jovens e tem carisma. Ninguém é santo, embora quatro deles sejam do Santos.  Todos tem obrigação de atuar bem sempre, já que até 2014 só estarão jogando por rapadura. O Brasil, porque vai sediar o Mundial, não precisa disputar vaga para a Copa Tapioca. Já está classificado. Para desgosto da Argentina.

É por esse quarteto da Vila e pela meninada aí abaixo que o Brasil passa a torcer:

Alexandre Pato (Milan) / André (Santos) /André Santos (Fenerbahçe) / Carlos Eduardo (Hoffenheim) / Daniel Alves (Barcelona) / David Luiz (Benfica) / Diego Tardelli (Atlético-MG) / Ederson (Lyon) / Ganso (Santos) / Henrique (Racing Santander) / Hernanes (São Paulo) / Jefferson (Botafogo) / Jucilei (Corinthians) / Lucas (Liverpool) / Marcelo (Real Madrid) / Neymar (Santos) / Rafael (Manchester United) / Ramires (Benfica) / Renan (Avaí) / Rever (Atlético-MG) / Robinho (Santos) / Sandro (Sport Recife) / Thiago Silva (Milan) / Vitor (Grêmio).

Esse grupo chamado por Mano Menezes, ao contrário do time de Dunga e seus Jorginhos, pode ser chamado pelo torcedor de Seleção Brasileira. Poucos, no entanto, deverão chegar daqui a quatro anos à Copa Tapioca. Talvez nem mesmo Mano chegue tão longe, ainda que a competição seja aqui em casa.

Esganiçados Comentaristas de Replay

A mídia brasileira, deslumbrada com as cores da pátria de motor, agora condena Felipe Massa porque ouviu a voz do dono e deixou Fernando Alonso passar e ganhar a corrida. Puro cinismo vestido de patriotada.

Já que são tão isentos assim, já que colocam o espírito do barão de Coubertain acima das linhas editorias que obedecem cegamente, acima de suas memoráveis isenções jornalísticas, paguem então o salário que Felipe Massa recebe da Ferrari.

Contrariem os desejos de seus patrocinadores e ladrem - com sua fidelidade canina - que a tal birita 51 não passa de um palpite furado que dá um porre que se conhece no dia seguinte e que a dor de cabeça só passa uma semana depois; que aquele bumerangue não leva mais Ronaldo Fenômeno a lugar nenhum e ainda na volta bate nas fuças de todo mundo; que o cigarro dá câncer e que o uísque aquele faz mal ao fígado de todos nós.

Felipe Massa escutou a voz do dono, deixou o espanhol passar e vai continuar empregado, ganhando um salário que comentarista nenhum do Brasil ganha ou pode pagar. Se a Fórmula-1 é esporte ou não, pouco importa. É - afora os espaços de jornalismo de "bancada" - um dos programas mais chatos de televisão que já se viu na face da Terra.

A mídia esportiva brasileira é uma pandilha de sevandijas; de profetas do acontecido, de arquitetos de obras prontas. Uma banda podre de esganiçados comentaristas de replay.

Lula evolui

Reprodução/abobado.wordpress
Lula - como diria o oncologista - é como o câncer... Evolui. Agora vai ser promovido pelo PT; passará de reles cabo-eleitoral a simples apresentador de TV. Ah, sim... Continua presideus, mesmo nas horas vagas que dedica às gravações.

A Próxima Atração

Lula - Aquele que se chama de Dilma, vai protagonizar o filme "Dilma - A Paulista Filha do Brasil, de Minas, do Rio Grande do Sul, Norte e Nordeste". Ele fará o "nariz de cera" do primeiro programa da série de TV da postulante. Ela vai interpretar o papel de antiga dona de Casa Civil, de ex-ministra e de guerrilheira aposentada. A próxima atração do rádio e da TV é a propaganda eleitoral, anunciada para começar oficialmente em 17 de agosto.

Lula, vai desempenhar um personagem tipo assim Cid Moreira ou Sérgio Chapelin, mostrando a mocinha Dilma como a sua heroína predileta da novela das grandes promessas de obras do seu governo, todas ainda no papel dos PACs 1 e 2 e dos eventuais PiriPACs de um porvir risonho.

A versão petista de Cid Moreira do PT vai dar um jeito de garantir que nenhum programa social - do Bolsa-Família  ao Minha Casa, Minha Vida, sofrerá mudança se Dilma tomar o seu lugar no Palácio. É provável que ele não se refira, em capítulo algum, ao falecido Fome Zero.

O novo campeão de audiência dos meios eletrônicos brasileiros tem tudo para ser uma versão "água-com açúcar" da melhor qualidade. Vai mostrar aos brasileiros o Brasil Da Silva que os brasileiros não conhecem. Os dados são confiáveis. Há centenas de dossiês que seguem o script por aí e que não deixam mentir. Vai ter por-do-sol; verdes matas, sorrisos lindos com todos os dentes; efeitos especiais; belas noites cedendo lugar aos dias que chegam resplandescentes...

Todo mundo vai ter emprego; comida na mesa, transporte de primeira; segurança pública; liberdade de credo, pensamento e expressão; férias e muito lazer; saúde, educação, previdência social, higiene; o petróleo vai jorrar, todos terão energia limpa e poderão beber biocombustíveis - afinal, no Brasil quem bebe dirige; todos terão o frio conforme o cobertor, vestuário adequado e talvez até bolsas Kelly.

O apresentador vai matar a cobra e mostrar o pau, provando por A + Dilma que com ela, o governo vai fazer nos próximos quatro anos tudo aquilo que nos últimos oito anos não fez, porque teve que cuidar o tempo todo só da "herança de outros governos descuidados e incompetentes". O Brasil que vem aí não terá nem gases. Talvez porque todo aquele que não come, não tem o que obrar.

Vai ser uma série de programas às claras. Vem aí o programa "Apagão, Nunca Mais". Ah, sim... Lula - O Cidelin, a simbiose de Cid Moreira com Sérgio Chapelin, vai mostrar o que é transferência de prestígio internacional, mostrando trechos de viagens turísticas de uma simpática Dilma à Europa, com recursos de flashback da postulante com um dirigente lá que outro do Velho Continente: Zapatero, da Espanha, o Sócrates que saiu da Grécia antiga e foi parar em Portugal... Quem sabe até mostre Dilma dando um caloroso abraço no Durão, da União Européia.

Então, você já sabe: a partir de 17 de agosto, não saia de casa. Vem aí, mais um campeão de audiência.

RODAPÉ - Não, a foto não é de Norma Bengell. Não, também não é a foto de um poste. A imagem é de uma comediante, equilibrista e contorcionista do Cirque du Soleil. Nem se sabe bem por quê veio parar neste espaço.

25 de jul de 2010

A Bandeira Quadriculada

Como se não bastasse uma corrida de Fórmula-1 ser a transmissão esportiva mais chata e sem graça da TV, além de aturar aquele zumbido de vuvuzelas loucas no meio da sala, o telespectador ainda tem que ouvir a voz de comando do box da Ferrari mandando Felipe Massa perder para o Fernando Alonso. A voz era clara e mandona, como faz bem aos poderosos chefões italianos:

- Alonso está mais rápido que você... Mais rápido que você... Tu capisci? Tu capisci piú, no?!?

Ficou mais do que evidente que Felipe Massa entendeu. Na primeira curva, ele meteu o pé no freio - assim como se fosse o Lula na hora de limpar o presídio da Papuda para extraditar o bandido Cesare Battisti.

Alonso passou lépido e faceiro como se Massa estivesse pilotando um calhambeque. Ganhou a corrida.

Bem feito para quem patrocina esses caras; bem feito para as emissoras de rádio e televisão que gastam os tubos para transmitir esses chamados Grandes Prêmios; bem feito pra você que briga com a mulher no domingo e vai pra frente do televisor assistir a essas corridas em que a Máfia usa bandeira quadriculada.

O Tertius é o Primus Inter Pares

O gaúcho Mano Menezes, agora que está confirmado como técnico da Seleção Brasileira, está dando uma de mineiro. Goza com a cara da mídia e diz que tem "orgulho" de ser o "segundo" na relação de dezenas e dezenas de treinadores de primeira do futebol brasileiro.

Mano alimenta, mineiramente, o ego do matuto Muricy Ramalho que até agora está se achando mesmo o primeiro nome no rol da CBF. Mano Menezes nunca foi o "segundo", assim como Muricy Ramalho jamais foi o "primeiro".

Ambos estão aí porque chegaram. Só porque Luiz Felipe Scolari resolveu que vai assumir o cargo de técnico do Brasil apenas em 2013, um ano antes da Copa Tapioca-2014. Felipão é o Tertius. Na verdade, o primus inter pares.
AS BOLSAS OU A VIDA
O grande valor de Lula nesses oito anos de mandato foi descobrir a fórmula da popularidade: embolsar a nação... Bolsa Família, Bolsa Esmola, Bolsa Anistia, Bolsa Comida, Bolsa Transporte, Bolsa Tapioca, Bolsa Kelly... Fora a oposição que está no bolso.

O CARÁTER
Salvo horrorosas exceções, os governantes sul-americanos padecem de um mal incurável: falhas de caráter. Nada mais brasileiro do que isso.

SÍNDROME
Bastaram oito anos para a nação brasileira ser acometida pela síndrome da insensibilidade ética.

A MÁQUINA
O governo apropriou-se de todos os mecanismos de defesa da população. É como se dominasse, sem riscos de acidente, as grandes prensas hidráulicas que fabricam a popularidade.

ESCOLHAS
Aqui ninguém quer falar mal de Lula, mas ele é fã de Fidel Castro e companheiro de Hugo Chávez.

GUERRA É GUERRA
Essa batalha depesquisas não passa de uma reles briga de rua na guerra de um tucano contra uma postulante. Vem aí um bombardeio de dossiês contra um monte de tucanagens.

REELEIÇÃO
Um homem que se elege é perigoso; um perigoso que se reelege é um homem que virou político.

UMA COISA, OU OUTRA
No governo, aquele que acha tempo para o povo, não encontra tempo para o governo.

DEMOCRACIA DA SILVA
A democracia brasileira é escrava da ideologia da tapioca e do esparadrapo. Pega o povo enganando seu estomago e, em caso de má digestão, bota um band-aid no umbigo.

Ulysses e as Pesquisas

No mesmo período, os institutos de pesquisa Vox Populi e Datafolha revelaram aos seus patrões e dignos pagadores números completamente discrepantes.

O Vox Populi, também Vox do Presideus revelou uma goleada de Dilma contra Zé Serra; o Datafolha mostrou uma vitória apertada do tucano sobre a postulante.

Agora os porta-recados das duas empresas de indagação popular se engalfinham numa batalha de explicações, alegando "metodologias" diferentes.

Fosse vivo Ulysses Guimarães e tudo estaria muito claro, como sempre esteve para ele: "As pesquisas estão sempre certas; salvo pelos dois ou três por cento de margem de lucro para cima ou para baixo".

Trovadores, Fusquinha & Pão de Queijo

Há dois grandes momentos na trajetória de Lula: o primeiro, em 1963, quando uma prensa hidráulica lhe tirou o dedo mínimo da mão esquerda que lhe valeu 350 mil cruzeiros para efeitos indenizatórios e lhe deu novos rumos na vida de metalúrgico;

o segundo, em 1998 quando pela segunda vez consecutiva perdeu a corrida presidencial para Fernando Henrique Cardoso: o desastroso segundo mandato FHC é até hoje a grande plataforma eleitoral de Lula.

Lula não precisou querer e nem mesmo saber governar o país nesses oito últimos anos.

Bastou-lhe apenas comparar o que ele não fez esse tempo todo com o que Fernando Henrique Cardoso fez como presidente da República. Lula não soube fazer, mas soube fazer saber.

Não fosse Itamar Franco ter destampado o mandato de Fernandinho Beira Collor - O Breve, o Brasil seria hoje apenas o resumo de 16 anos de nhem-nhem-nhéns, futricas, escândalos, arraiás à Granja do Torto e à Direita dessa dupla de trovadores de sucesso: FHC/Lula.

Nem sequer o Real seria a nossa gloriosa moeda.

De repente, num domingo assim como esse, bate uma saudade maluca do fusquinha e do pão de queijo.

24 de jul de 2010

FIM PARA O FENÔMENO
Pronto, Ricardo Teixeira acaba de encerrar a carreira de Ronaldo Fenômeno! Contratou Mano Menezes para técnico da Seleção Brasileira. Não há nenhum outro treinador no mundo, com paciência para esperar mais uma recuperação de Ronaldão até colocá-lo em campo para jogar pelo Corinthians.

TANTO FAZ
Se o Garanhão de Pelotas fosse palmeirense ou sampaulino estaria torcendo agora para que o presidente do Corinthians escolhesse o Vanderlei Luxemburgo para técnico do timão. Como ele é santista, tanto faz como tanto fez.

CRISTA CAÍDA
Com essa desfeita, Ricardo Teixeira fez um bem para o Atlético: baixou a crista de Luxemburgo. Lá, o clube é que é o Galo.

O PIOR DE TUDO
O pior do PT não é a manjada relação que o partido mantém com as Farc - braço na tipóia dos narcoterroristas; o pior é a relação de Lula com o trombeteiro Hugo Chávez, patrão da Vuvuzela.

GUERRA NÃO É PELADA
Dando peruada sobre o conflito entre Colômbia e Vuvuzela, o presideus Lula disse outro dia que "estranha" a denúncia feita por Álvaro Uribe que, no dia 7 de agosto, vai passar o governo colombiano para Juan Manuel Santos. Pensa que esse tipo é que nem pelada de fim de semana, entre casados e solteiros, na Granja do Torto. Lá o Cara joga, bate pênalti e apita o fim de jogo quando está ganhando.

CAMA E MESA
Perícia demonstra: sangue encontrado em colchão na casa de farras do goleiro Bruno, não é de Eliza. Vai ver que eles temperavam a carne para o churrasco em cima da cama...

SABER ENVELHECER
O caquético e carcomido Sylvester Stallone veio ao Brasil, fez mais uma de suas pornochanchadas bélicas e depois quis fazer graça na Comic-Con /2010, a maior feira de histórias em quadrinhos do mundo, que é realizada anualmente em San Diego, nos EUA. Falando sobre sua experiência nas filmagens no Brasil, disse que "Você pode explodir o país inteiro e eles dizem, obrigado e aqui está um macaco para você levar com você para casa". Do atarracado bombado, de boca torta só se poderia esperar que as palavras saíssem distorcidas. A notável escritora francesa, Sidonie Colette bem que já recomendava: "...Não chore, não junte as mãos em súplica; é preciso saber envelhecer". A propósito, tem muito presidente por aí que já deveria ter lido a obra completa de Colette.

Trilha de Turismo e Gandaia

Depois de pagar vexame com Felipe Scolari, de ficar de pires na mão com Muricy Ramalho, agora Ricardo Teixeira - o Big boss cold hand da CBF apontou o dedo para Mano Meneses.

Não, não é porque o Garanhão de Pelotas ache que Mano deve ser o treinador da Seleção Brasileira...

O que o Garanhão menos deseja na vida é correr o risco de ver Vanderlei Luxemburgo pegando carona nesse ônibus lotado de pés-frios, rumo a mais uma trilha de fracassos nessa temporada de turismo e gandaia que vem por aí até a Copa Tapioca-2014.

Baixou o Santo

Ontem, Lula foi mais presideus do que nunca ao palanquear por Dilma em Garanhuns: regorgou que a elite política do país tentou dar o golpe em seu governo depois do escândalo do mensalão, no longínquo, deglutido e esquecido ano de 2005.

Ele falou olhando para o ínclito político daquelas redondezas, Severino Cheque-Cheque Cavalcanti: "Eles queriam me derrubar, mas como a tentativa foi frustrada, os golpistas derrubaram Severino Cavalcanti da presidência da Câmara dos Deputados".

E nem ficou vermelho nem nada: "Tem gente que tem vergonha de se aproximar de você. Mas nessa campanha a gente não quer só ganhar eleição, mas amadurecer politicamente". Cavalcanti babava na platéia.

E usando o típico Odorico Paraguassu como plataforma, lançou o seu discurso de sempre: "Meu querido companheiro Severino, a elite da câmara elegeu você presidente para você fazer o jogo sujo que ela queria, mas não tinha coragem de fazer que era pedir meu impeachment em 2005", engrolou.

Aí, baixou o santo: "Meu corpo estaria mais arrebentado que o corpo de Jesus Cristo depois de tantas chibatadas", disse já como se fosse o sal da terra e a luz do mundo ao se referir às críticas que padeceu durante seu governo.

Foi então que baixou à Terra e disse: "O que tentaram fazer comigo, fizeram com Getúlio e ele deu um tiro no peito. O que tentaram fazer comigo fizeram com Jango que teve que sair do Brasil. O que não sabiam, é que Lula era milhões de Lulas espalhados por esse país", endeusou-se novamente.

Inflamado e, na falta de dona Marisa Letícia, Lula chamou Dilma de "galega". Quase humano e sem ter o dom da clarividência deixou baixar o caboclo comentarista e exaltou a a pesquisa Vox Populi que apontou a sua postulante preferida com 8 pontos na frente do tucano Zé Serra. "Ela já tem quase 8 pontos na frente. No Nordeste, é proibido ouvir Serra. Queremos ouvir agora é a Dilma", disse.

Essa discursalhada de Lula, o presidente que só tira folga para ser cabo-eleitoral de Dilma, a candidata caxangá, foram colhidas pela reportagem de Simone Iglesias, enviada da Folha de S. Paulo a Caetés e Garanhuns, em Pernambuco. Não dava para não ler.... E multiplicar.

Entrementes... Lula leva as chibatadas e os homens de boa vontade desse país carregam a cruz.

Vox Dissonantis

Mais uma vez o óbvio PTulante: pesquisa tem patrão. A goleada de Dilma de 41% a 36% sobre Serra anunciada pelo Vox Populi virou vitória do tucano contra a postulante por 37% a 36% segundo o placar do Datafolha.

A corrida pela Presidência da República nesse país tem a mesma desfaçatez dissonante da disputa pelo cargo de treinador da Seleção Brasileira: antes, não foi Felipão; ontem era Muricy; hoje é Mano Meneses; amanhã deve ser a Conceição - a que "se subiu, ninguém sabe, ninguém viu"...

Há os que vão mais longe e garantem que essas coisas de política e futebol são casos de polícia. O vaivém tem a mesma cara e andamento do Caso Mizael & Mércia que um dia foi morta pelo namorado, no outro apenas foi nadar na represa; e a mesma lengalenga de Bruno & Eliza que ontem estava morta e hoje anda lanchando num shopping da Baixada Fluminense.

Os que mandam no Brasil costumam dizer com falsa humildade e gol que "pesquisa é um retrato do momento". Pode até ser, mas o país que resta é a imagem tremida e confusa do Brasil Da Silva que eles criaram.

23 de jul de 2010

Dia das Bruxas

O Teimoso da CBF informa: - Sai Dunga, entra Zangado na Seleção Brasileira.

Conjeturas

SABE-SE LÁ...
Pelas últimas atitudes e depoimentos conflitantes, quem nos dirá que Hugo Chávez não sabe bem direitinho onde está o corpo de Eliza, namorada do goleiro Bruno?!?

FORA DO FOCO
Não, nenhum integrante do bando de Bruno foi visto naquele filme que Álvaro Uribe mostrou com a turma da Farc treinando tiro ao alvo lá na Vuvuzela do Hugo Cháves.

CONCORRENTE
Que perigo para Lula esse advogado de Bruno! Ele acaba de ressuscitar a namorada do goleiro. É como se fosse um semideus... O Presideus não pode se descuidar.

REI
O cara assassinou sete pessoas, inclusive o próprio pai. E ainda diz que é o Rei do Bacalhau. Ora Jabulanis... É Rei do Crime!

COLABORADOR
Não dá para entender como é que, até agora, Lula não se ofereceu para desvendar os casos de Bruno & Eliza; Mizael Bispo & Mércia e o do Rei do Bacalhau... Deve ser pela mesma razão que aquela história do Ali Babá e seus 40 Mensaleiros ainda está na mesma...

O BRASIL DESIGUAL
De acordo com a ONU, o Brasil ainda é um dos mais desiguais, apesar de progresso. O Relatório de estudo contratado pelo PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, mostra que, na América Latina, só Haiti e Bolívia aparecem piores em cálculo. É por essas e outras que Lula não quer porcaria nenhuma de cadeira nas Nações Unidas.

CREDIBILIDADE
Esse tipo de pesquisa tem só um pouquinho mais de credibilidade do que as realizadas por Vox Populi, Sensus e similares, ainda mais que prova que a América Latina é o continente mais desigual do mundo. Se você quiser comprovar a confiabilidade de um estudo desses que vem da ONU, basta perguntar quanto ganha o empresário e criador de gado, Lulinha - filho dileto do seu genitor palaciano - e qual é mesmo o salário que você leva no fim do mes.

OVERLAPING
Daqui a pouco o Brasil inteiro se curva diante de mais uma escolha de Ricardo Teixeira. Ele vai apontar um novo treinador para a Seleção Brasileira. O critério é apenas o poder de decidir por 189 milhões 999 mil torcedores que entedem muito mais de futebol do que ele.  E assim mesmo, ninguém pergunta quem foi que, dessa pandilha de técnicos palradores que andam por aí, criou alguma coisa de novidade tática e técnica de 1978 para cá. O overlaping anunciado por Cláudio Coutinho na Argentina para traduzir aquela passagem que Nilton Santos inventou sobre Zagallo contra a Áustria não vale. Muito menos vale a hoje milagrosa jogada de "bola parada".

Peru de Banquete

O PERU
O trombeteiro Hugo Chávez, presidente-proprietário da Vuvuzela, mal pode conter sua euforia: seu plano de conflagrar as Américas está começando. Começa pelas beiradas da Colômbia e chega ao coração do Brasil. Marco Aurélio Sargento Garcia, o top-top de Lula já deixou Celso Amorim comendo poeira no Itamaraty e anunciou que Lula quer entrar na dança. Vai vestido a caráter para bailar um bom merengue, fantasiado de O Grande Mediador. Ninguém o tirou para dançar. Entra no baile como penetra. É o chamado peru de banquete.

OS DOIS
Até agora, apenas duas manifestações de solidariedade a mais essa insensatez do bufão vuvuzelano: Lula Da Silva e Diego Armando Maradona. Faz sentido.

VOX DE QUEM?!?
Para quem acredita em pesquisas - até os candidatos dizem que se trata de "um retrato do momento" - a postulante Dilma passou Zé Serra para trás em 7 pontos percentuais: 43% a 36%.

O levantamento foi feito pelo Vox Populi. Não trouxe novidade nenhuma. A única notícia desses números é que os coordenadores da campanha de Zé Serra não cabem em si de tão contentes. Até outubro vai ser um porre só.

Eles merecem, afinal conseguiram o que queriam. Já não estão devendo mais nada para Lula. Agora, para garantirem o cumprimento dos acordos de "coalizão pela governabilidade", vão ter que cobrar as promessas diretamente de dona Dilma. E não se espante se, em janeiro, Zé Serra for convidado para ser ministro da Saúde de Dilma.

O NOVO BRASIL
A Democracia Da Silva envolveu de tal forma com seus tentáculos o corpo e o espírito do País que já não há mais vida para oposições. Tudo é governo. Até os que ainda não foram agraciados com cargos públicos, no fundo, no fundo, já se sentem terceirizados. O Brasil nunca foi geopoliticamente tão unido. É um bloco só. Uma grande facção "coalizada". O Novo Brasil é isso: já não é um país; é um governo.

POLVOS & POLVO
O polvo Paul que acertou todas na Copa Jabulani, acaba de receber do presidente da federação espanhola uma camisa da seleção da campeã do mundo. Se receber de Lula, uma camiseta do Brasil, nunca mais acerta uma na vida. Há polvos e polvo...

O CARA
Se o goleiro Bruno saiu rindo ou chorando para entrar no camburão é o de menos. O que importa agora é saber se a polícia está de olho naquele advogado, ponta de lança dele. Ele é o cara. É o único que sabe toda a verdade. Se não sabe, ele inventa.

22 de jul de 2010

Hai-Kais, Prosa & Esparrela

Esparrela


AMOR À GREGA
No outono de 2004, em Atenas, o Garanhão de Pelotas fazia a cobertura dos Jogos Paraolímpicos da Grécia. Ficou por lá, um mes e meio. Morava no hotel Golden City, na rua Marny, pertinho de Omônia – ponto de referência para todos os cantos da capital grega que, invariavelmente, acabam na Acrópole.

Seu parceiro de quarto era um repórter carioca, cujo nome e jornal omite, para que aquilo que aqui será contado não seja objeto de discórdia no lar doce lar do diligente jornalista.

Naquele dia, ele – um repórter antinotívago convicto – chegou ao apartamento pouco antes das 7h30, bem quando o Garanhão já saia do banho e se preparava para o café da manhã no terraço que dava para as oito colinas de Atenas. Entrou direto para o chuveiro e gritou para o Garanhão de Pelotas:

- Nos falamos lá no café!

Pouco depois, o nosso diligente e predileto correspondente paraolímpico destrinchava um cacho de uvas nativas, quando seu parceiro de quarto chegou já com sua xícara de café, um suco de laranja e dois mistos quentes com queijo de cabra. Ele foi logo passando a sua façanha:

- Pô, cara, ontem à noite na saída do hotel, encontrei uma advogada linda, novinha em folha, perfil grego e tudo mais...
- Hmmm, hmmm...
- Então, convidei-a para um cineminha. Ela aceitou.
- Hmmm...
- Depois sugeri um lanche. Ela aceitou.
- Hmmm, hmmm...
- Depois indaguei se ele toparia um hotelzinho. Ela disse que sim.
- Hmmm, hmmm... – as uvas não deixavam o Garanhão falar.
- Passamos a noite juntos. Fizemos de tudo um pouco. Foi um negócio, cara!
- Hmmm, hmmm, e daí? – conseguiu perguntar, deixando de lado uma mordidela na pita (pão em cone com molho branco, temperinho verde e lascas finas de cordeiro) que havia preparado com esmero de glutão.
- Daí que fiz de tudo. E ela deixou de tudo. E agora, na hora da despedida, quis lhe dar um beijo na boca de despedida.
- Hmmm, hmmm – lá estava curioso o Garanhão, quase se engasgando.
- Ela negou. Não aceitou.
- O quê, um beijinho na boca, ela não deixou?
- Não, nem pensar. Ela disse que na boca, nem morta.
- Que quié isso companheiro?!? Por quê?
- Porque ela é noiva, diz que ama o namorado e vai casar com ele na semana que vem.

Voltei a minha pita. Pra começar o dia, era uma boa dica sobre o que é mesmo fazer amor à grega.

Hai-Kai em letra B

BANHEIRO
Sim, triste sina... / Ser poeta da porta / D'uma Latrina.

BICHOS
Basta de gente! / E dos bichos... Prefiro / Cachorro-quente.

BISSEXUALISMO
O bem-dotado / Sorria das lésbicas... / Pro namorado.

BURRICE
Burro com poder / Vira autoridade / Mesmo sem saber.

Prosa

BESTA HUMANA - A vida me deu tempo de perceber que quando o homem se transforma numa besta magnífica, se dá o direito de viver como um homem.

Brasília Postal - Vi Ver Brasília com Bons Olhos

Neste dia 11 de agosto, às 19h30, no Espaço Cultural da Caixa Econômica Federal, coquetel de lançamento do livro "Vi Ver Brasília com Bons Olhos" - da Série Brasil Postal.


A editora Senac-DF apresenta a obra como "o fotógrafo Mike ROnchi e o jornalista Sérgio Siqueira garimparam 25 belíssimas e originais fotografias de Brasília e transformaram em uma coletânea de postais destacáveis para você viver e compartilhar a cidade mundo afora".

O livro, na verdade, contém 25 fotografias exclusivas da cidade, duplicadas em 25 cartões postais. Para serem duplicadas você as destaca, envia-as como cartão postal, mas continua com a publicação na íntegra para ver, rever e viver Brasília com bons olhos sempre. Antes do lançamento em Brasília, o livro já vendeu quase mil exemplares.