15 de dez de 2010

O Garanhão de Pelotas entra em período de folga até 1° de janeiro. Bom Natal e um feliz Ano Novo.

13 de dez de 2010

Foi lá em Ciríaco!

Aí, então, o Garanhão de Pelotas estava lendo os jornais de tudo quanto é canto do mundo. Pegou um matutino do interland gaúcho e vejam só com que notícia ele se deparou:

Pelo menos 64 pessoas passaram mal depois de comer salame, em Ciríaco (RS). Eles procuraram o hospital entre sábado (11) e a manhã desta segunda-feira (13), com sintomas de intoxicação. Segundo a Vigilância Sanitária municipal, as vítimas compraram o produto na sexta-feira (10).

A Vigilância Sanitária diz que um produtor rural do município vendeu o salame a preços baixos, em um bairro da cidade. Ainda não se sabe o que teria provocado o mal-estar. Amostras do alimento foram coletadas e enviadas para análise em Porto Alegre.

Diante do fato, tido como inusitado, o Garanhão comeu em tranca e só falou com seus botões:
- Bolas, só pode ter sido pelo jeito que usaram o salame!
E, antes de ir para o breakfast e sintonizar o rádio no seu programa humorístico preferido, o "Café com o Presidente", deu um suspiro de alívio enquanto desviava o pensamento para outras coisas:
- Ainda bem que foi lá em Ciríaco e não onde essa gente maldosa já estava pensado que era....

12 de dez de 2010

Hai-Kais em Q, R e S

Q

Queda
Cada descida
Mostra que todo mundo
Cairá na vida.

Quorum
Precisa Forum
Pra julgar tanta falta
De dequorum?!?

R

Racismo
Pense direito:
Ser índio é o pior
Do preconceito.

Razão
Sempre tem razão
Quem garante a chave
Do cofre na mão.

Recato
Sob as tendas
Ninguém mais esconde as
Partes pudendas

Ressurreições
Eu sou a Sorte;
Eu sou as minhas vidas;
E cada morte.

Regime
A ditadura
É tesão democrata
Que não perdura.

S

Sacra
Arte sacra é...
Criar o catecismo
Pra pintar a fé.

Sexualidade
01.
E a ficha cai:
Seu jeito de veado
Herdara do pai.
02.
Sexo seguro:
Com Viagra ficou mole
E caiu duro!

Sonho guasca
Meus devaneios
Bah, tchê! Entreveraram
Nos teus penteios.

Sutil burguesia
Pura mania:
Exige sopa quente
Mas toma fria.

11 de dez de 2010

Já é Natal

Reprodução/Velasquez
Ele poderia simplesmente ter cruzado os braços...
Um Bom Natal para você.

29 de nov de 2010

Q & R nos Hai-Kais

Q

Queda
Cada descida
Mostra que todo mundo
Cairá na vida.

Quorum
Precisa Forum
Pra julgar tanta falta
De dequorum?!?

Prosa

Q.I.
Quoficiente intelectual, uma privica. Caiu de moda e foi substituído pelos governos, há muito tempo, pelo Quem Indicou. Hoje, basta uma carteirinha de inscrição partidária para ser, melhor do que contratado por concurso, terceirizado. O termo, muito mais do que ser contratado por terceiros, significa terceirizar – colocar na terceira potência – os salários mensais do fiel inscrito nas hostes políticas em pleno exercício do poder.

R

Racismo
Pense direito:
Ser índio é o pior
Do preconceito.

Razão
Sempre tem razão
Quem garante a chave
Do cofre na mão.

Recato
Sob as tendas
Ninguém mais esconde as
Partes pudendas

Ressurreições
Eu sou a Sorte;
Eu sou as minhas vidas;
Em cada morte.

Regime
A ditadura
É tesão democrata
Que já não dura.

26 de nov de 2010

A vez do N e do P em Hai-Hai

N
Namoro abusado
Era de fato
A gata do sapateiro:
Gata e sapato!...

Natal
Que coisa legal
Ser filhinho de rico
Em cada Natal

Necropsia
Não tem jeito:
Foi de bala perdida...
Dentro do peito.

Negócios
Entre eles dois,
Seu azar: deu primeiro,
Pra comer depois.

Neo-ruralismo
O que mais se vê:
Dono de fazenda ser
Do MST.

Noel
O Papai Noel
Não troca os seus cristais por
Sacos de papel.

Esparrela

Namoro e complexo
Aos 13 anos, tinha o complexo da feiúra. O nariz grande e metido a adunco incomodava o seu senso estético. Mesmo assim, já tinha sucesso com as menininhas da quadra. Arranjou uma que visitava todo santo anoitecer. O pai dela não sabia. A mãe vigiava de perto. Eles namoravam sempre na porta de entrada da casa, antecipando um pequeno corredor rumo à porta de acesso ao resto da residência.

O corredor era escuro e se prestava para as pequenas descobertas e os grandes amassos da adolescência de antigamente. Ele saía sempre com as mãos nos bolsos, partes pudendas doloridas e prontas para o fim de caso no banheiro da casa dele.

Mesmo confiante naquela paixão juvenil, ele mantinha o complexo do nariz grande. Disfarçava quando estava com a namoradinha, cobrindo-o invariavelmente com a mão, fingindo que o coçava, o alisava ou coisa que o valha. Era assim, do mesmo jeito que as pessoas de dentes irregulares fazem quando riem.

Naquele entardecer, a irmãzinha caçula não deu trégua. A mando da mãe, ficou na volta, enchendo o saco, fazendo doce de pêra, impedindo a evolução do namoro. Mal e mal trocaram dois beijinhos. Ele, impaciente, resolveu dar no pé. Voltaria amanhã, na esperança de que o diabo da maninha não viesse atrapalhar.

Beijou a namoradinha, levemente nos lábios, fez um carinho hipócrita na garotinha, despediu-se e afastou-se. Sempre com a mão cobrindo o narigão, escondendo o complexo. De resto, tinha uma certa vaidade pela força do seu charme. Não dera mais que dois ou três passos, quando ouviu a menininha dizer para a irmã mais velha, sua namorada:

- Oi, mana, você viu como ele tem as orelhas de abanico e é dentuço?...

Doeu. Mas foi, a partir dali que ele perdeu para sempre o complexo da feiúra. Nunca mais se preocupou em esconder o nariz. Não havia mão que chegasse para esconder a cara toda.

O

Otimismo
O otimista
Morde-se de inveja
Do pessimista.

Ofensas
Você é ladrão!
E você, um canalha!
E tinham razão.

Prosa

OBRA
Numa de sus personagens mais mal-acabadas, o Garanhão de Pelotas conseguiu fazer na vida, com incontida negligência, algumas coisas muito boas; algumas coisas ruins com surpreendente perfeição. Tantos as boas quanto as ruins tiveram sucesso; estas últimas foram retumbantes.

P

Poesia
Se não é fútil,
Nem vã a poesia,
Quando é útil?

Polícia
Não é nada, não.
Ao invés da polícia
Chama o ladrão!

Policiamento
Oh, gente fina,
Toda autoridade
Tá na esquina.

Pena
Tô decidido:
Contra pena de morte,
Não do bandido!

Política
Lula, o Vândalo!
Nada rende mais voto
Que escândalo.

Paspalho
Genro - engula...
Você é só o Tarso
Do velho Lula.

Parlamento
Sindicância:
É Casa do Povo, ou
De tolerância?!?

Putz!
Vai acreditar,
Que o PT não rouba,
Nem deixa roubar?!?

Pobreza
Tenho certeza,
O PT vai boicotar
Nossa pobreza.

Pauleira
Povo é mala.
Se Zé Dirceu se meter
Leva bengala!

Povo
Tudo de novo:
Povo não é nada na
Casa do povo.

Poção de cotovelo
Dor que assola?
Ouve mais um tango
De Piazzola.

25 de nov de 2010

Alfabeto de Hai-Kais - M e N

M

Ministério
Hora do rango...
Guido Mantega lembra
Último Tango.

Ministro
O ridículo
Ministro não precisa
De currículo.

Minimistérios
Sem mistérios,
Porém, cercados pelos
Ministérios.

Mamata
Agora quero
O 13º
Do Fome Zero.

Minibolsa
Azar do PT,
A Bolsa ou a Vida
É do PCC.

Esparrela

MANCHA HEPÁTICA

Paulo Beira-Rio, amigo de fé do Gordo Renato - parceiro de fé do Garanhão de Pelotas e uma das mais pródigas vertentes de fatos inusitados do cotidiano, não era muito chegado a banho. Tinha, digamos, hábitos franceses com relação a isso.

Mas, não era defeito. Paulo se sentia bem assim e não transcendia a suor ou flores que não se cheirasse.

Doido por futebol, fanático pelo Internacional, Paulinho não perdia nada de esporte pela TV. Naquela tarde de verão antigo, um calor insuportável, Paulo convida o Gordo para assistirem, Brasil x Uruguai pela Copa do Mundo 1.900...e antigamente, lá na sua casa, à rua Barão de Santa Tecla, artéria nobre da hospitaleira Princesa do Sul, a veneranda Pelotas - capital nacional dos doces.

Foram. O jogo já ia começar. O Gordo estarrou-se numa poltrona bem à frente do televisor que ficava no quarto principal da residência. Paulo, esbaforido, foi tirando a camisa e aprumando-se para não perder um único lance do jogão.

O Gordo Renato, olhou para o peito do amigo, e não resistiu:
- Paulo, que manchas são estas aí no seu peito?
- Hein, manchas? Ahn, isso é do fígado, ando meio mal do fígado.

Sem acreditar no que via e ouvia, o Gordo molhou na língua o dedo pai-de-todos e passou de cima abaixo no peito do amigo. Ficou uma estrada esbranquiçada no rumo percorrido pelo dedo curioso. Aquele cara tinha era nojo de tomar banho...
- Vai te lavar, malandro! Isso é falta de banho!

Paulo, flagrado na mentira, sorriu sem graça, saiu da sala e foi atender ao apelo do amigo. Voltou pouco depois, peito aberto, sem um sinal sequer de qualquer complicação hepática. O Brasil ganhou por 3x1 e Pelé fez misérias com os castelhanos.

N

Namoro abusado
Era de fato
A gata do sapateiro:
Gata e Sapato!...

Natal
Que coisa legal
Ser filhinho de rico
Em cada Natal

Necropsia
Não tem jeito:
Foi de bala perdida...
Dentro do peito.

Negócios
Entre eles dois,
Seu azar: deu primeiro,
Pra comer depois.

Neo-ruralismo
O que mais se vê:
Dono de fazenda ser
Do MST.

Noel
O Papai Noel
Não troca os seus cristais por
Copos de papel.

24 de nov de 2010

Hai-Kais, Prosa & Esparrela

Eis que, senão quando, hoje é dia das letras K, L e M para a crise de Hai-Kais que assola o Garanhão de Pelotas. E ainda sobra alguma coisa de prosa. Mãos à obra que ninguém é de ferro.

K

K & K
Para se ouvir,
Nada melhor do que um
Kleiton & Kledir.

Prosa

KKK*
A geração do multiman Garanhão de Pelotas foi criada sob o estigma - longínquo do Brasil - da tirania imposta pela deplorável confraria Ku Klux Kan que assombrou o mundo com sua irracionalidade contra o negro americano. Com ela nosso herói aprendeu que é muito difícil impedir, com o uso e abuso das leis, as forças e o poder da dignidade humana. O erro daquela falange do mal é que não soube entender que ninguém odeia a não ser àqueles a quem não pode depreciar. Aquele ódio não foi mais do que a vingança da covardia, diante da intimidação de pressentir justiça social na anunciada e inevitável convivência sem preconceitos. Que, um dia, até por aqui nesse Brasil da Silva, há de se criar.
O Garanhão forçou a barra nessa de KKK. Mas que diferença para o K&K!

Esparrela

KKK, DE NOVO
Nesse Brasil da Silva, as CPIs se transformaram em típicos tribunais da Inquisição. A grosseria que a imunidade permite é digna das mais duras demonstrações de irreverência e desrespeito aos depoentes. Só uma Ku Klux Klan chegaria tão perto de tamanha agressão verborrágica.
- Vossa Excelência – provocou o relator – é traficante de armas!
- E Vossa Excelência – acusou o interrogado – é o receptor!
Nenhum dos dois foi desmentido. Ambos foram só inocentados.

L

Ladroeira
A roubalheira
Tem sempre dose certa:
A saideira.

Liberdade
Aí, seus mucréias...
Quero ver prender
Minhas idéias!

Prosa

LEI
Lei é lei, quando tem por fim realizar na sociedade a ordem moral. Isso é lei, o lesto é o malido da laínha. Já a justiça não carece de leis nem de direitos. Acho que Ovídio matou a cobra e mostrou o pau: “As leis são feitas para que os poderosos não possam tudo”.

Esparrela

LIGEIRO
Surpreendido no aeroporto, de malas prontas, o deputado ainda tenta:
- Hei, seu guarda, com esse dinheiro eu o contemplo...
O policial revolta-se:
- Você quer me subornar?
Aí, já com ares de bispo, ele sai pela tangente:
- Não, não, eu disse: a guarda desse dinheiro é com o templo.

M

Malediscência
- Ah, agora vai!
Minha mulher vai ser mãe...
- E quem é o pai?!?

Mercosul
Ah, Deus é fiel,
Como Lula também é...
Para o Fidel.

Millôr
Millôr dá o tom:
“Beber é mesmo ruim,
Mas é muito bom!”.

Moda
Ela bem sabia:
As modelos morrem de
Anorexia

Moisés
Que desventura,
Mosquito matou Moisés
De picadura.

Prosa

MODA
O Garanhão de Pelotas acha aque a moda é um negócio engraçado. Para ele, no mundo fashion, as pessoas insignificantes seguem a moda; as presunçosas exageram a moda; as de bom gosto entram na moda sem força nem estardalhaço. Uma coisa é certa, as mulheres iriam à loucura se tivessem nascido como a vida em alta sociedade as faz ser e parecer.

23 de nov de 2010

Hai-Kai da Herança Bendita

Cultura hereditária
A presidenta
Não é bonita... é só
Inteligenta!

Garanhão, o Versejador

Para sempre
Lá onde a vista mal pode alcançar,
Juntando os seus imaginários lábios,
Se encontravam calados, o céu e o mar
Num largo beijo de silêncios sábios.

No meio daquela infinita distância
Solitária e triste, embarcada
Minha vida, em saudade e ânsia,
Daquele horizonte não ouvia nada.

E no meio daquela fria solidão
Eu vi o sol deitar-se nas ondas do mar
E a noite levantar a escuridão
Que para sempre não me deixou voltar.


Já é tarde
Quanto bem, sem medo e sem compromisso
Quanto tempo, quanta vida jogou fora
E, tonto, o Garanhão soube disso
Quando já era tarde... Tinha que ir embora

21 de nov de 2010

Grandeza Paulistana

É como diz o Garanhão de Pelotas, "desse jeito, os paulistanos um dia ainda serão mais megalomaníacos que los hermanos argentinos". Leiam essa notícia aí:

Paul McCartney passeia de bicicleta em São Paulo

Pois é, o músico deixou o hotel e foi pedalar no Parque do Povo, no Itaim Bibi, zona sul de São Paulo.

Por volta de 11h, o ex-Beatle pegou uma bicicleta e saiu pela garagem do hotel Grand Hyatt, onde ocupa a suíte presidencial, e foi até o parque. Pronto, querem mais do que isso?...
É o jeito paulistano de dizer que já viu tudo na vida; que nada mais pode chamar sua atenção.

Já superou os cariocas aqueles de uma velha crônica do cotidiano que, num restaurante do Posto Quatro em Copacabana não deram bola nenhuma para o mergulhador que, em roupas de escafandro, ao meio-dia, sentou na mesa e pediu o cardápio para o garçom.

Agora só falta São Paulo achar que Adoniran Barbosa vendeu mais discos na vida que Paul McCartney e os os outros tres Beatles juntos.

Domingo de Hai-Kai & prosa

O Garanhão de Pelotas, vai se fixar hoje em hai-kais arquivados nas letras I e J. Até o fim do ano ele chega à letra Z... zzzzzzzzzzzz... Domingo, dia de amanhecer tardio.
 
I
Idade moderna
Velho bacana.
Chamava a mulher de
Balzaquiana.

Ideal
Tinha ideal:
Seus amigos... Bastava
Sentir-se mal.

J

Jogo do poder
Assim me vingo:
De ministro, Zé virou...
Cantor de bingo.

Jogada
Adeus, carestia!
Vou viver com a pensão
Da Anistia.

Jornalismo
O jornalismo
Que se diz isento é só
Puro cinismo.

O jornalista
Independente vai
Pro fim da lista.

Ah, a imprensa!
Só tem valor quando diz
O que se pensa.

Comentarista
Sempre joga bem mais que
O desportista.

Prosa

JORNALISMO
Cuidado, a mão inocente pode ser culpada por aquilo que o texto provocar. Esta é a razão pela qual a liberdade de imprensa corresponde à proibição do anonimato. Quando uma notícia parecer estúpida e descabida, mais do que nada e antes de tudo, ela será a arte final muito mais da essência do que da nobreza do seu redator.

20 de nov de 2010

Por que hoje é sábado...

E, porque hoje é sábado, há um padre à paisana e para o Garanhão de Pelotas é tempo de exercitar versos eróticos pela perspectiva do domingo.

Traição
Sexta-feira, fim de semana começa.
De frente, pelas costas, via oral, enfim...
Fantasie; faça tudo bem, sem pressa
E, no instante do gozo... pense em mim!

Vingança
Usando a mulher do seu desafeto
Vingou-se de vez, e com todo o prazer:
Ao despejar seu gozo naquele reto
Gemeu o nome do marido por querer.

Coisa do arco...
Flechei todas aquelas que desejava:
Loira, morena, mulata...Tudo igual.
Meu arco sempre retesava
O meu sexo era manual

Ménage...
A idéia de dois por três
Na hora que o mundo acabou
Prova que o sonho dessa vez
De ménage à trois funcionou!

Enfim, ela atendeu ao pedido
De pensar em mais um, durante e depois...
Sem perigo, já dentro do marido
Fez seu ménage a três, só com eles dois.

E o terceiro ficou só... na mão
Solitário, apenas participou
Do ménage, na imaginação.
Mas foi bom. Pois, enfim, funcionou!

Para quem pensava em mim
Quando desligou a tevê...
Agora, vai ser assim:
Vou pensar sempre em você!

19 de nov de 2010

Hai-Kais e Prosa - Dia do "H"

Hoje, para o Garanhão de Pelotas, obediente à ordem alfabética, é dia do H para hai-kais, prosa e esparrela. O autor é apenas um filho da pauta idolatrada.

H
Hermafrodita
Nem dá mais bola:
A camisinha dele
É camisola

Heroísmo
1
Banca pittbul...
Chávez é mais um cocô
Nesse Merdosul.
2
Pista profunda:
Covarde, sim... O tiro
Foi na bunda!
3
Herói vivo
Foi o Chávez que bancou
O fugitivo.

Hipocondria
Bolas, que tédio!
Minhas doenças já não têm
Mais remédio.

Honesta
Cara funesta
Jamais ria... Pra parecer
Mulher honesta.

Humor
Humor funesto:
A favor de tudo e
Contra o resto.

Prosa

HIPOCRISIA
O Garanhão de Pelotas tem pena dos bons e justos. Eles são enganados com freqüência pela santidade dos dissimulados. Não chegam a perceber que os ruins, quando se disfarçam de bons, são muito piores. Triste é reconhecer que a hipocrisia é uma espécie de homenagem que os defeitos prestam à virtude. Para o filósofo e sociólogo Garanhão de Pelotas, é quase impossível se viver no mundo sem uma forte dose de farsa cotidiana. É bem como ele diz: "No fundo, os homens honrados são aqueles que apenas são farsantes quando já não podem ser inteiramente dignos. Os hipócritas são o que são dignos quando já não podem ser farsantes".

18 de nov de 2010

Um dia de Super por uma temporada no Caribe

O Garanhão de Pelotas, é quase como todo mundo que tem altos e baixos na vida. Sua formação superior, de reconhecida nobreza, lhe dá o direito de ter altos e abismos. Pois foi num desses estágios tipo transição governamental, à beira do precipício, que ele resolveu dar um passo à frente.

Sem emprego fixo, sem dinheiro, vivendo de bicos e algumas bordas rendadas, o Garanhão resolveu acabar com a pobreza de sua cozinha. Aquilo não era clima para um nobre, nem mesmo para um lorde falido. Enquanto exercitava a arte de dominar pelo controle remoto a rede Globo já ultrapassada pela rede Universal de templos abençoados por bispos nem tanto, decidiu que iria às compras. E foi.

Mas, deixe que lhes diga: não foi só por ir; não foi assim só para gastar o que tinha e o que não tinha; não foi para abastecer cozinha e adega, ficar gordo e flácido... Foi para fazer a vida; para se acomodar para sempre que, no seu caso e em nome de suas origens reais, quer dizer um bom tempo até novo retumbante fracasso. Foi pra isso... Mas permita que eu lhe conte aos poucos.

O Garanhão de Pelotas chegou ao supermercado Big Bang - um verdadeiro Big Brother de tanta câmera à disposição de nossos sorrisos - e estourou a conta em dois carrinhos superlotados de primeiras e últimas necessidades. Mais até que isso, cheios de supérfluos de urgência: uísques de maior idade, champanhes borbulhantes de cinco estrelas, vinhos de safras mais especiais que uma boa idéia de metalúrgico bem-sucedido - ou mal, no caso brasileiro.

Ele botou pra quebrar no Big Bang, de tal forma que deixaria pasmo qualquer cosmólogo do universo contemporâneo. Por incrível que pareça, foi ao Caixa, tirou da guaiaca os últimos bons reais que tinha na vida e pagou à vista e não bufou, um rol de produtos essenciais que chegava, a pau e corda, a um montante de R$ 2 mil 327 reais e 24 sugestivos centavos.

Pronto. Toma lá, dá cá! Saiu dali, foi para o estacionamento e colocou tudo no seu Renault Logan 1.0, modelo 2010. Telefonou para uma de suas três secretárias-executáveis e pediu que ela viesse no Pajero Sport até onde ele se encontrava.

Poucos momentos depois, ela chegava à garagem do Super. Ele passou-lhe a chave do Logan e recomendou: - Leve as compras para casa e, por favor, acomodea-as nos devidos lugares da cozinha e da adega. Cuidado para não deixar cair a caixa de Dom Pérignon...

Beijou-a no rosto, bem no cantinho do lábio e, com a chave da Pajero no bolso voltou para os corredores e as gondolas do supermercado.

Lá dentro, perdeu mais de uma hora para - com base em cada item da nota do Caixa - encher novamente dois carrinhos exatamente iguais aos que havia despachado pela secretária rumo a sua residência. Tarefa consumada, ignorou as Caixas à disposição e dirigiu-se a uma das saídas do Big Bang...

Mal ultrapassou a saída, foi flagrado e escandalizado pelos censores eletrônicos. Logo foi cercado por dois enormes seguranças da casa. Um escarcéu. Uma vergonha. Todos os curiosos que se aproximaram, viram que ele foi conduzido sob suspeita de roubo a um dos quartinhos de espera da polícia que entende mais desses assuntos escabrosos.

O Garanhão, cercado de fregueses - testemunhas oculares do fato - e por gaurda-costas do supermercado, aguardou os policiais e, na hora do flagrante, puxou do bolso a nota de pagamento correspondente a tudo que lotava os dois carrinhos sob sua condução. Pelo bilhete de caixa, estava tudo pago.

Caiu o queixo dos guardas, estourou o saco do gerente do supermercado, os policiais lavraram o flagrante e o Garanhão saiu lépido, faceiro e com ares de superioridade empurrando os dois carrinhos até ao box em que estava estacionado a Pajero Sport, sob os aplausos e a admiração dos circunstantes, todos testemunhas da enorme e irreparável injustiça que sofrera.

No mesmo dia, o Garanhão de Pelotas convocou seus advogados e entrou com uma ação de perdas e danos contra o Big Bang pelo vexame a que fora submetido. Coisa de dois anos depois, o Garanhão recebia uma indenização de alguns milhões de reais. Dinheiro suficiente para lavar sua honra e lhe proporcionar mais um  agradável período de férias numa ilha no Caribe.

Nesse exato momento, sorve um Dry Martini triazeitonado, cercado pelas secretárias-executáveis que não o abandonam por coisa nenhuma desse mundo.

Mesmo descontando os 20% de honorários advocatícios e os outros 20% destinados a instituições de caridade, o Garanhão ainda vai levar um bom tempo para voltar à praia do Laranjal.

Hai-Kai & Prosa

Só para não perder o fio da meada, o Garanhão de Pelotas retoma, nesta edição de 18 de novembro de 2010, o roteiro de Hai-Kais que, na última vez, se deteve na letra F. Pela ditatorial ordem alfabética, a brincadeira recomeça na sagrada letra G. Se der na telha do maníaco dos poeminhas orientais, ele se embrenha pelo H, I, J... Aguente, se puder.

Governo
Governo Lula:
Um corrupto voa,
Outro pula.

Nova homilia:
No lugar de esmola,
Bolsa Família.

Que triste rima:
Assessor que nem Freud
Nem sai de cima!

Governante mau
Um desaforo!
Pobre usar um lenço
Pra cada choro

Guris medonhos
Gays pra chuchu:
- Você conhece o Mário?
- Filho do Duduuu?!?

Prosa na letra G

GOVERNO
Por Sérgio Siqueira

Em matéria de governo, aquele que é comandado pelos exércitos é o mais caro; o que emana verdadeiramente do povo, seria o mais sangrento. Então, o que nos resta é o governo civil que tem sido o mais vexatório.

Basta olhar para ver que não há nenhuma autoridade capaz de depositar qualquer confiança nos companheiros desse governo bom e batuta. Todos se entendem muito bem, mas dormem com um olho no padre e outro na missa. Mais com a mão na bandeja de óbulos do que com a boca ressonante à espera de hóstia.

É por isso que o Brasil está sob o risco de ver, muito em breve, esse governo governar demais. Tolstoy já tinha falado disso para o Garanhão de Pelotas, numa certa página de Guerra e Paz: “É mais fácil ditar leis do que governar”. O grupo de transição está aí pra não deixar mentir.

17 de nov de 2010

Garanhão versejante

Sabor a nada
Foi assim que ele se deu por achado:
Ela com sabor de pizza portuguesa,
Insossa – sussurra: “meu velho safado”...
Bem no momento do beijo à francesa.

Lesbos, Gata 44
Ela, gostosa, bonita, uma gata;
Ele, só um delicado sapateiro,
Que o tempo todo, o dia inteiro,
Fazia com ela gato e sapato!

Futebol de Mulher
Mata a bola nos peitos / escorrega na coxa / passes de curva, sem defeitos / ela tem aquilo roxa. / Enfia no meio das pernas e mete na brecha / sua defesa abre e fecha... / embaixo dos paus, a goleira / encaixa as bolas, faceira. / Decididamente, esses lances nos consomem. / Futebol é coisa de homem!

Dose
Eu ontem bebi uma lágrima doce
Que salgou de tristeza o meu uísque
Por tudo quanto o nosso passado fosse.
Hoje, por mim, por você, por favor: risque!

Templo
Descrente, só é eterna minha vida,
Quando ponho os lábios sob os teus véus.
É assim que, ajoelhado, querida,

Rezo em teu templo, e dou graças aos céus.

16 de nov de 2010

Prosa

ETERNIDADE Justamente aqueles que não sabem o que fazer desta vida é que nos prometem uma outra que nunca se acabe. Bolas, o Sarney e o Paulo Coelho são imortais!

Versos Quase Hai-Kais

Relaxa!
Cuida-te bem, meu bom rapaz / não exagera em bondade / quem te abraça por trás / toma a tua virgindade.

Gol de placa
Comer a mulher do vizinho / e não contar pra mais de cem / é fazer um gol de placa sozinho / num estádio sem ninguém.

A pior
Levou sempre a pior em negócio / que fosse feito entre os dois / começou perdendo pro sócio / deu primeiro pra comer depois.

Pooker face
Cínica e linda mulher se refestela:
Cara de pau, quando mente não cora.
E garante que sexo para ela
É só uma coisa da boca pra fora.

Tá no sangue
No inverno: malha / no verão, saracoteia; / na praia, agasalha... / a antiga profissão corre na veia.

F...

Fanático

O praticante
Não usa rosário,
Mas turbante.

Fé demais
Diga, meu irmão:
Nós temos mais igreja
Do que “orelhão”?

Antes que rezes:
Há mil igrejas com fé...
São muitas fezes!

Feiúra
Feia de fato
Ela é girafa, mas...
Tem pé de pato

Fome
Basta ser homem
Pra correr o risco de
Morrer de fome

Forca
Seus indecentes!
Forca pra Saddam... que nem
Pro Tiradentes?!?

Fracasso
Quando fracasso,
Invariavelmente,
Alego cansaço.

15 de nov de 2010

Versos Garanhenses

AH, BOM!
Moda ao avesso é homofobia,
Mas tem gente que sempre quebra o galho.
Será que o Lula nos explicaria
Por que beijou a mão do Jader Barbalho?!?

GUERRA DE CAMPANHA
Na grande festa que Dilma Vana vai dar
Só entra quem tiver cartola e fraque
A eleição já passou... ninguém mais quer lembrar
Do rápido combate contra o Crack!

O FEITO DO TRIO
Hoje, mais que público é notório
O grande feito da irmandade trina:
Hugo, Evo, Lula fazem de mictório
A sua velha América Latrina.

ENEM
MEC já decidiu: não tem pra mais ninguém.
Muito pior do que está não fica...
O autor do novo exame do Enem
Só poder ser o palhaço Tiririca.

SEGURANÇA SEMPRE
Promessa de palanque edificante:
Novo governo promove Polícia.
Desaloja quem é traficante
E deixa o morro nas mãos da Milícia.

MELHOR QUE UPA!
Na Saúde Pública "quase perfeita"
UPA! Um por todos e todos por um.
Temporão dá pra Dilma a receita:
Lance Pronta Unidade Médica - PUM!

Versos Eróticos - Ironia e Poesia do Garanhão

O Garanhão de Pelotas, em dias de Hai-Kais, deixa-se incorporar também pelo poeta, seresteiro e namorado que sua alma esconde ao correr do tempo. E nesse clima, bota pra fora. Conta em versos muita coisa que tem tudo a ver com seu jeito aventureiro de ser e de viver. Viaje com o Garanhão de Pelotas, só pra ver o que é bom pra tosse!

Homenagem
Na mais terna relação de dois amantes
O Garanhão, de joelhos, precisa fazer
Homenagem à mulher, momentos antes,
De beijá-la à altura do seu prazer.

Manual
Ah, comer quando e a quem bem queria!
A todas, com charme e perdida paixão.
Na juventude, assim que acontecia:
Ele tinha o mundo na palma da mão.

Imaginação
Não existem mulheres feias na vida.
A todas nós devemos sempre fazer jus.
Pra que a feia nos pareça bonita,
Basta apenas que se apague a luz!

O primeiro
A maçaneta da porta... Que percalço!
Ela, em camisola de seda chinesa;
Ele - descamisado e pé descalço.
Na sala, um cigarro sobre a mesa...

No flagrante delito daquela traição
Nada havia para fazer nem dizer.
Ao marido, o Garanhão estende a mão:
- Sorria! Você é o primeiro a saber!..

Assédio
Ela nem sabia que estava dando
Mas ele assediava, convencia.
Se não desse, saísse andando...
Adeus emprego! O Garanhão a demitia.

Tirinho ao alvo
Sempre foi pobre, mas metida a besta.
Não  sabia que todo marido rico
Ensaia de segunda-feira a sexta
A arte de mijar fora do penico.

Ótica do Gatinho
"Pense lá o que bem entender e quiser,
Mas acho agressivo e descarado
Esse tal de amor de mulher com mulher"...
Ronronava o rapaz pro namorado.

Coragem
Machismo é mostrar sem medo a cara:
O Capenga desviado-se do ovário;
O belo mancebo diante da vara
Saindo lá de dentro... do armário.

Televeremos
Logo, logo vão mostrar na televisão,
Em horário público e notório,
Colocando Modess em menstruação
E uso explícito de supositório!

Hai-Kais e nada mais...

Hoje o Garanhão de Pelotas pegou a letra F pra peteca. Amanhã ou depois, vem as letras G, H, I... assim por diante, sempre em ordem alfabética - só para implicar com a República Tiririca.

Eternidade
Se é pra morrer
Então, por que nós todos
Temos que viver?!?

Ética
Ética, já viu...
É só mandar você pro
PT que pariu!

Etiqueta
Por favor, dona...
Onde vai o caroço
Da azeitona?

Ai, Benedito!
Como eu jogo fora
Esse palito?!?

Hai-Kai da Liberdade Tiririca

Foto: R. Stuckert/PR
Lente escura / Contra sol, mas a favor... / Da censura.

14 de nov de 2010

Parada Gay - Curiosos não se arriscaram

A praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, foi palco neste domingo (14) da 15ª Parada de Orgulho LGBT&C (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros & Curiosos). A chuva estragou metade da festa. Eram esperados um milhão e 500 mil participantes, mas enfrentaram o mau tempo pouco mais de 200 mil. Os outros 1 milhão e 300 mil - quase a mesma votação do Tiririca - que não estiveram por lá eram todos do grupo C, de Curiosos. Foi pura precaução. Sabe como é, com a avenida molhada, ninguém está livre de um tropeço na vida...

Bola Fora

COBERTURA
Inda que mal pergunte: essa cobertura que o governo deu ao rombo no fundo do baú do Banco PanAmericano do Silvio Santos, é a mesma que o governo Lula deu ao rombo dos Jogos PanAmericanos de Carlos Nuzmann, no Rio de Janeiro?!?

LANCE ERÓTICO
Zagueiro brasileiro não vai na jogada; vai nas bolas!

O CORTE
De repente, o pequeno corte no lábio deixou na cara do zagueiro tricolor a nítida impressão de que ele sofrera uma cesariana. Para supresa da torcida, o filho não nasceu. Ah sim, o jogo foi Fluminense 1 x1 Goiás.

O PALCO
O Brasileirão é o palco iluminado para os gols de atacantes trambolhos - Ronaldão, Loco Abreu, Rafael Moura... Todo mundo fez gol nessa rodada. Só o Washington continua sendo apenas a velha capital dos Estados Unidos.

RUINDADE
Virou moda no futebol brasileiro bater mal os penaltis. Chutar no peito do goleiro é lei. Conca bateu no meio, por baixo do corpo do arqueiro do Goiás. Comemorou como se fosse um gol de placa.

MAU CAMINHO
Com a mesma facilidade que saiu de Barueri e foi para Presidente Prudente, o Gremio saiu da 1ª Divisão e foi para a Segundona. Bem feito! Futebol não pode ter dono.

QUE TIME É TEU?
Aquele time estranho que jogou, em São Januário, contra o São Paulo, estava todo faceiro com aquele uniforme de cruz enorme no peito. Bem que o Vasco da Gama poderia usar aquela camiseta de vez em quando...

OS CRUZADOS
O presidente do time que joga com uma cruz daquele tamanho no peito, deve ser o Ricardo Coração de Leão. E o técnico só pode ser o Rei Arthur.

FORA DE MODA
O Richarlysson, do São Paulo,  precisa avisar urgente àquele Carlinhos Paraíba de cabelo com rabo-de-cavalo que nem mulher está usando mais aquele tipo de penteado.

Nada é o que parece na República Tiririca

Uma coisa é o que sai nos jornais; o que dá nas TVs; o que se escuta nas rádios... Outra coisa é a vida como ela é...


O Brasil de hoje tem um presidente antigo e uma nova presidente que - à moda PAC - ainda não saiu do papel. Está eleita e tudo, mas não manda nada. Parece normal. Parece, mas não é. Dilma não aguenta essa coisa de esperar sentada. Com ela é, ou dá ou desce.

Afinal, quem é que manda nessa casa grande e senzala? Aquele que já está com o pé na estrada, ou aquela que chegou para ficar?!? Epa! Ficar, até pode... Desde que seja por quatro anos. Mais do que isso, Lula também quer e gosta. Por mais que seja matreiro e dissimulado, Lula não aguenta essa coisa de esperar sentado. Chega a um ponto que com ele é dá, ou desce.

Sentiram a similaridade? É genérica - ops! - genética. Herança maldita de criador para criatura. E, antes que um coma a outra e a outra coma o um, é bom esclarecer que o noticiário mostra uma enormidade de poções milagrosas, mas não revela a bula daquilo que dá azia.

Azia certa, por exemplo, é Dilma ter que engolir Mantega só porque Lula passou adiante e colocou tudo em pratos limpos - a sua rude moda, é claro.

Na hora do banquete dos cardeais, Dilma Vana foi mais indigesta: desconvidou Celso Amorim para o regabofe dos 20 mais ricos. Lula ficou sem intérprete no encontro multilíngue.

E deu o troco, em seguidinha: na hora do discurso no G20 pediu sussurrante que Dilma se retirasse do recinto, sob a sutil alegação de que "seremos dois presidentes no mesmo local". Fisicamente isso seria impossível - dois corpos não ocupam o mesmo espaço - mas, politicamente, impossível seria imaginar tamanha grosseria.

Então uma circunspecta senhora atravessa os oceanos para pagar um mico desses? Se era para não ir, por que levou? Sabe-se lá por quê! Afinal é capricho de Criador, de Presideus... Vivo fosse, o poeta-diplomata Vinícus de Morais perguntaria, como cantando perguntou a Deus a respeito do mundo: - Se é pra desfazer, por que foi que fez?...

Há horas que o Supremo Tribunal Federal vem empatando tempo, dinheiro e escore nas questões mais sérias desse país: 5 x 5. É que Lula não usou a prerrogativa antes de Dilma chegar às eleições de 31 de outubro. Agora quer nomear, mas Dona Flor pediu para que a responsabilidade de acabar com o voto de Minerva seja assumida por ela. Uma questão de futuro prestígio pessoal. Lula acha que isso é tipo assim, pregar moral de lingerie.

Outra brasa viva nesse rescaldo de fogueira das vaidades é a ocupação da cadeira de espaldar alto do Senado. Lula quer Sarney sentado por lá; Dilma abre as portas para Renan Calheiros. Nem é por questão de simpatia, apenas para que ele sirva como chave de cadeia para atacar os ímpetos de um perigoso mordomo de filme de vampiros.

O Sarney de Lula, seria enrolado por Michel Temer; o Renan de Dilma, enrolaria o melífluo vice-presidente fascinado pelo poder.

Para chegar onde chegou, Dilma teve que ser bem mais que o poste iluminado por Lula. Teve que se curvar ao risco incomensurável de ser refém do PT e seus coalizados para chegar ao Palácio com maioria no Congresso. Isso não vai lhe sair barato. Sai caro. Vai ter que comprar o que já é de Lula já. Sem o PT Dilma não governa. Lula é, mais que presidente de honra, amo e senhor do PT. Lula vai ser presidente do Brasil ainda por muito tempo.
O GRANDE MAL
De tudo de ruim que um governo pode ter causado a um país, o pior que já aconteceu ao Brasil foi a implantação da cultura da esperteza no subconsciente do povo brasileiro. Bastaram oito anos para o brasileiro aprender que roubar e não poder carregar já não é vergonha. É pura distração.

JEITINHO
O governo ressuscitou, aprimorou e legalizou o velho e deplorável jeitinho brasileiro. Os tres Poderes hoje vivem disso no Brasil.

FORMALIDADE
A visitinha de médico feita por Lula e Dilma Vana ao Zé Alencar no Sírio-Libanes foi mera e delicada formalidade. Vice-presidente é que não falta no Brasil. Já tem um, prontinho pra assumir em janeiro.

ASSEIO
Terminou a rebelião na Fundação Casa de Araraquara, interior de São Paulo. O agente penitenciário que era mantido refém foi solto sem nenhum ferimento. ferido, não estava, mas teve que tomar banho antes de dar entrevistas. Nem os aloprados quiseram ficar com suas roupas íntimas.

NA OUTRA CASA
Está bem, terminou bem a rebelião na Fundação Casa, lá em Araraquara. Queria que vocês vissem só uma coisa se o motim fosse lá em Brasília, na Casa Civil.

MONOTONIA
Em dia de chuva, as corridas de Fórmula-1 são ainda mais chatas do que de hábito. É o mais monótono videogame da TV mundial. Parece um bandod e baratas querendo escapar de rajadas de Detefon.

SEM TROCO
Em Abu Dhabi Felipe Massa largou na frente de Rubinho Barrichello. Perdeu a chance de dar o troco e pregar-lhe uma peça.

PARADA GAY
Foi bem menos concorrida que o esperado. Nem eles mesmos já se dispõem a ir a essas coisas. Está tudotão corriqueiro que eles são minoria só nessas horas.

SADIOS
Falta vacina contra a catapora. Não há notícia de que qualquer ministro da República tenha sido acometido pelo mal. E o Ministério da Saúde ainda alerta: aquelas bolinhas vermelhas no rosto de Temporão, são apenas sintomas de estress às vésperas de desemprego.

VÔLEI FEMININO

NÃO FOI ELE
Não, verdade seja dita, Lula não tem culpa nenhuma. Dessa vez ele não recebeu a delegação brasileira em Brasília e nem foi lá assistir à final contra a Rússia.

SEMPRE VENCEDOR
Arautos do Planalto trombetaram: "Somos todos vencedores. Foi uma final com duas equipes proletárias. Foi a vitória sobre o capitalismo"!

FRACASSO
O 4° set do Brasil foi tão ruim que a Rússia o venceu por menos que um W.O.

FIBRA NACIONAL
Os imparciais narradores brasileiros de TV queriam mostrar mais vibração na cabnine do que as jogadoras dentro da quadra. Conseguiram. Mas não conseguiram ganhar o jogo. Para eles, a culpa foi da arbitragem.

PATROCÍNIO
As meninas do Brasil levaram a decisão do mundial para o tiebreak, de olho no provável novo patrocinador, o Band-Aid. Elas provaram que gostam de jogar periogosamente.

CARREIRA LIMPA
Na brilhante trajetória de Zé Roberto pelo vôlei do Brasil e mundial não tem nenhum abraço de Lula no currículo.

RAZÃO DA DERROTA
Assim que perderam no tiebreak para a Rússia as meninas do volei brasileiro foram para os vestiários. Deram de cara com uma mensagem da internet com as congratulações antecipadas pelo título. O bilhete era timbrado: Presidência da República Federativa do Brasil. Não é verdade, mas rima.
COMÉDIA NACIONAL
Depois de aprovado no teste de ditado e leitura em voz alta, Tiririca foi promovido de palhaço a humorista.

TRATAMENTO
Os deputados não se importam que os chamem de tudo um pouco e muito mais, mas ficam tiriricas da vida se forem chamados de palhaços.

FINAL FELIZ
Como PSDB e DEM estão mortinhos da Silva e o PMDB é muito vivo, o PT briga com o PT pelas bocas-ricas na novela do governo de Dona Flor e Seus Dois Maridos. O bafo de Lula é brutal e os cutucões de Temer, insuportáveis. Ela vai trair os dois.

ASSOMBRAÇÃO
Maria das Graças Foster, uma das figuras que aparecem como fortes candidatas à indicação para a Minha Casa Civil, Minha Vida está sendo fritada como a nova Erenice Guerra da presidenta eleita, dona Dilma Vana.

Seu marido leva a vida numa boa dentro da Petrobras. Só nos últimos três anos, a C. Foster, empresa de propriedade de Colin Vaughan Foster, assinou 42 contratos, sendo 20 sem licitação, para fornecer componentes eletrônicos para áreas de tecnologia, exploração e produção a diferentes unidades do rentável nicho governamental.

Conhecida até agora nos corredores das Minas e Energias como Maria Caveirão, ela tem tudo para fazer daquela enorme Casa d'Irene uma grande Casa  Bem-Assombrada.

O senhor Colin Vaughan Foster é o Grão-Mestre no canto esquerdo da foto. De tudo isso, o que se pode concluir, sem necessidade de qualquer dossiê, é que esse Clã Mac Dilma é muito maior e bem mais abonado do que a vã filosofia pode imaginar.

13 de nov de 2010

Sabatina do Brasileirão

ATLÉTICO MG 4 x 1 FLAMENGO

TROFÉU GARANTIDO - Já não resta a menor dúvida, Luxemburgo vai conseguir o seu intento em 2010: vai ganhar o troféu de pior treinador do ano.

A VACINA - Mal começou a chover e Luxemburgo resolveu preservar Petcovic. É que este ano o sérvio do Flamengo não tomou a vacina antigripal dos idosos.

OBEDIENTES - Por tudo quanto fizeram em campo, os jogadores do Atlético e do Flamengo fizeram exatamente o que Vanderlei Luxemburgo queria.

CORINTHIANS 1 x 0 CRUZEIRO

DUPLA - A zaga do Cruzeiro passou o tempo todo "mordendo" a dupla cortintiana Dentinho/Dentão.

CLONE - Pela estatura, pelo jeito de andar, pelo olhar, o atacante cortintiano Jorge Henrique é o Romário que não faz gol.

INJUSTIÇA - A maior injustiça daquele penalti para o Corinthians ao apagar das luzes é que ele foi cobrado pelo Ronaldo Fenômeno. O árbitro é quem deveria ter batido.

FAVORECIMENTO - Já naquele lance em que o atacante cruzeirista Tiago Silva foi atropelado pelo goleiro corintiano Julio Cesar, o árbitro ao invés de dar penalti resolveu dar uma aula de futebol. Todo mundo ficou sabendo agora, o que a diretoria do Corinthians já sabe há muito tempo: o que é mesmo que a tal lei da vantagem.

CHUTA! - Depois do penalti inventado, os ânimos ficaram exaltados. Faltando um minuto para acabar a partida, Cuca grita para o seu lateral:

- Chuta! Chuta!
- Mas, a bola tá lado do outro lado...
- Mas o juiz taí na sua frente, pô!

SANTOS 0 x 0 GREMIO

BATEDOR OFICIAL - Zé Eduardo perdeu o penalti contra o Gremio. Pronto, agora está confirmado: Dorival Júnior não tinha razão. Quando Neymar voltar da Seleção reassume o lugar de batedor oficial.
Carne - Os preços altos não baixam tão cedo. Essa é uma das "heranças malditas" que Lula não vai deixar para o governo de dona Dilma Vana.
DESVERGONHA
Quando um governante perde a vergonha é hora da gente escutá-lo e brigar com ele. Quem aprova uma prova como a do Enem, precisa ser reprovado. Por desvergonha.

REFLUXO
O governante que se vangloria das suas conquistas e ainda tripudia sobre aqueles de quem recebeu favores, é tão mal-educado e rústico quanto um príncipe que vai ao banquete e arrota na cara do garçom. Aquilo que Lula sente quando lê jornais, não é azia; é refluxo.

BATALHA DE TÓQUIO
Nesta manhã de sábado, a Seleção Feminina do Brasil bateu de virada a equipe de vôlei do Japão. Um 3 a 2 sensacional, num tiebreak sem contestações. Ainda bem que o Brasil do vôlei não é o mesmo Brasil Olímpico, acometido pelo linfoma dos cartolas. O Brasil do vôlei é um país saudável que vem conseguindo escapar dos tentáculos fatais.
Pobre Tiririca. Até agora ele foi apenas um brasileiro simples, um homem do povo, um palhaço inocente na vida. No ano que vem, vai ser deputado.

O CORINTIANO
Lula não sabe perder. Nem ganhar. Em vez de comemorar a vitória, ele vibra com a derrota dos outros. É tipicamente um torcedor corintiano: ganhar é o de menos, o que importa é ver o Palmeiras perder.

GARANTIA MORAL
Querem saber se o Tiririca sabe ler e escrever, com se a alfabetização fosse garantia de moralidade no Congresso Nacional. A grande casa de tolerância nacional se prostituiu sem precisar do Tiririca.

OS IMORTAIS
Se o Zé Sarney usa o fardão da Academia Brasileira de Letras, o Tiririca também merece ser imortal.

EM NOME DO POVO
Em nome de um milhão e 300 mil eleitores, passaram a mão na cabeça do Tiririca; em nome de milhões de concorrentes, aprovaram a medíocre prova do Enem. A Câmara dos Deputados e as universidades agradecem.

LÁSTIMA
O Garanhão de Pelotas está morrendo de pena do Tiririca. Até agora ele foi apenas um brasileiro simples, um homem do povo, um palhaço inocente na vida. No ano que vem, vai ser deputado. Pobre palhaço.

12 de nov de 2010

Celso Amorim, agora tem uma breve idéia do que Cristovam Buarque sentiu quando foi demitido por telefone do Ministério da Educação, ainda no primeiro ano de gozo presidencial de Lula da Silva.


Agora, Amorim pagou o mico de desfazer as malas e voltar para casa quando foi avisado por terceiros que Lula o tinha desconvidado para o encontro do G20, em Seul.

Se tivesse nobreza de sentimentos, mandava telefonar para Lula e dona Dilma Vana que já tinha pedido para terceiros limparem suas gavetas no Itamaraty que por lá ele nunca mais colocaria os pés e nem os trocaria pelas mãos.

Mas, o laguinho do Ministério das Relações Exteriores é bem mais a sua praia.

Tiririca para o MEC

Deputado Tiririca acertou menos de 30% do ditado que lhe foi passado pela Justiça Eleitoral.

Pronto, a pandilha do governo de transição já pensa que ele pode ser o próximo ministro da Educação. Comparado com Fernando Haddad, o palhaço se saiu muito melhor.

Do ano passado para cá, Haddad realizou duas provas do Enem. Falhou nas duas: 100% de reprovação.
Foto: R. Stuckert/PR
Veja a vida com bons olhos: esse desfile aí no tapete vermelho não lhe parece um ensaio para a próxima entrega do Oscar?!? A super-produção, estrondoso fracasso de bilheteria nacional "Lula, O Filho do Brasil" tem tudo para vencer o premio de Melhor Filme Estrangeiro. Mala é que não falta.

POR UM FIO
Cai a liminar que suspendia o Enem. Pronto! Agora quem fica pendurado é o aluno. Haddad continua na corda bamba. É o circo educacional da República Tiririca.

ESPÓLIO
Lula disse, no intervalo das cupulagens lá no G20, que - ao ,contrário do que FHC lhe aprontou - não vai deixar "heranças" para o governo de Dona Dilma Vana. Como a primeira-presidenta não vai mostrar o mapa da mina, o que Lula deixar para ela não será herança... Vai ser tesouro escondido.

TAÍ Ó!
O resultado do Enem sai hoje. Quem foi que disse que Fernando Haddad não tinha gabarito?!?

VICES
Zé Alencar, ainda vice-presidente da velha República Calamar sofreu enfarte agudo e passou por cateterismo. O hospital informa que seu quadro é estável. Isso é bom ou ruim? Isso quer dizer o quê: que o enfarte é estável e que o cateterismo passou?!? Vai ver querem apenas lembrar que em um país como o Brasil que hoje tem dois vice-presidentes, não tem razão nenhuma para se preocupar.

HUMOR
Tiririca não convenceu o mal-humorado promotor eleitoral. Deputado federal eleito passou por provas de ditado e leitura; juiz ainda não proferiu a sentença. É que, desde ontem, o douto magistrado não consegue fazer outra do que senão dar risada. Tiririca é mesmo engraçado.

SEMÂNTICA
Dona Dilma Vana: reajuste de salário para presidente não é relevante agora. Esse "agora" vem bem a calhar. E o "presidente" também. Ela sempre pode dizer mais adiante, sem cometer nenhuma contradição, que ela é presidenta.

DÁ A CADEIRA DELE
ONU pede US$ 164 milhões para cólera no Haiti. Ô gentezinha bem atrasada essa da ONU. Bem que poderiam lançar a proposta de uma CPMF mundial. Pronto, estaria resolvido o problema da saúde no mundo. Se já tivessem dado para Lula a cadeira que ele vem perseguindo há oito anos, o imposto do cheque internacional já estaria em vigor há muito tempo. E a Etiópia não seria um Haiti...

Enem


É que o mestre Lula não é chegado à matéria, do contrário já teria posto esse Fernando Haddad de castigo.

11 de nov de 2010

VAZAMENTO
Os persecutores de Tiririca querem anulação imediata do teste de ditado e de leitura aplicado pela Justiça Eleitoral, para saber se o palhaço que tem mais votos no Brasil sabe ler e escrever. A rapidez com que ele concluiu a prova deixa sérias dúvidas se o exame não teria sido elaborado pelo grupo do Enem. Comprovada essa hipótese, ficará mais do que evidente que o teste vazou.

ANULAÇÃO
Políticos que não se elegeram por causa daqueles um milhão e 300 mil votos que foram desviados para Tiririca garantem, maldosamente, que o deputado mais original do país fez a prova de ditado e de leitura com um celular no bolso. Querem anulação.

LÁPIS E CANETA
Não, o ditado não foi escrito a lápis por Tiririca. O dele não tinha ponta. O juizes que aplicaram a prova em Tiririca perdoaram seu nervosismo: afinal, todo mundo viu, essa foi a primeira vez que ele pegou numa caneta.

LONA ESTENDIDA - Essa barafunda toda para saber se Tirirca sabe ler e escrever é uma grande bobagem. O Congresso Nacional chegou ao ponto lastimável em que se encontra, graças aos deputados e senadores que vem lendo e escrevendo tudo que lhes cai no colo, tudo que lhes dá na telha. O circo já estava armado na Esplanada muito antes do palhaço ser candidato.

SE A MODA PEGA
Se pega mesmo essa moda de testar o analfabetismo de um candidato ao extremo de saber se ele sabe ler e escrever, é bom que Lula vá se preparando desde já. Até 2014 ele terá mais tempo do que o Tiririca. Ainda bem, porque o pessoal da Justiça Eleitoral pode querer que o conteúdo da prova vá bem mais além de um simples ditado e uma leitura dinamica de jornal.

OPÇÃO
Grandes coisas Tiririca deixar de ser palhaço para ser deputado. Pior é um governante deixar de ser presidente para ser um reles cabo eleitoral.

TIRIRICA PODE VOTAR CONTRA CENSURA À IMPRENSA

Tiririca - quer dizer, só Tiririca não... Dobrem a língua. Deputado Tiririca! Pois é, o palhaço mais votado do Brasil precisou fazer teste na Justiça Eleitoral para provar que não é analfabeto. Se tivesse concorrido à Presidência da República não precisaria pagar esse mico.

Então, como a gente ia dizendo, o senhor deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Lima, o Tiririca (PR-SP), valeu-se do que diz a lei e deu uma banana para a perícia grafotécnica no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo que comprovaria se a assinatura em seu pedido de registro eleitoral é mesmo dele, ou se foi terceirizada como é moda no Brasil.

Seu Tiririca fez muito melhor: escreveu um ditado e leu trechos de duas matérias de jornal. O bom disso tudo é que Tiririca - ao contrário de outros semianalfas que cantam de galo por aí - leu o jornal e não teve azia. Isso pode ser um forte sinal de que, no ano que vem, na hora de votar a proposta de censura à imprensa lá na casa de tolerância do povo, ele vai ser contra.

Outra coisinha mais a favor do popular comediante: o teste foi aplicado pela Justiça Eleitoral e não pela turma do bobo da Corte que coordena o Enem.

O Garanhão de Pelotas - encoberto por seu disfarce de Homem Invisível, uma das facetas de sua múltipla personalidade - estará no encontro do imbatível Santa Fé, neste glorioso dia 20 de novembro, data de recuperação do elo perdido pelos integrantes do único time amador por vocação da cidade de Pelotas que se manteve invicto desde a data de sua fundação.

As atas, feitas pelo punho de seu atleta, fundador, presidente, tesoureiro e historiador, Sérgio Augusto Osório estão aí e não deixam mentir.  O único tropeço da brilhante trajetória do Santa Fé, foi um empate em 0 x0 com o time da Fábrica de Pregos, no estádio do Fiação e Tecidos, de saudosa memória.

Naquele jogo, Sérgio Osório escalou-se para cobrar um penalti aos 44' do segundo tempo. Na hora, apiedou-se dos adversários e, ao invés de bater na bola, chutou o cocoruto. O feito, reconhecido pelos galantes opositores, foi comemorado logo depois com uma lauto churrasco de confraternização. Era um domingo de manhã, como gostava de jogar o Santa Fé.

Pois agora, mais de 20 anos depois, o intransponível Clube Santa Fé volta a reunir-se para confraternizar e rememorar as vitórias contra pequenos times da divisão principal daqueles áureos-cerúleos tempos idos: Bancário, Farroupilha, Brasil, Pelotas e outros do mesmo naipe como Barroso, Huracan, Juventus, Caiçara, Portuguesa do Seu Mário, Portuguesa do Patê, Santa Tecla, Cometa, Ponte Preta...

A última vez que o grupo esteve reunido foi na granja da Costa, lá pelo fim da década de 80. Ninguém bebeu nada de álcool, afinal eram todos atletas e dirigentes ao mesmo tempo. E quem dirige não bebe.

A foto, extraída dos aqruivos implacáveis do Museu Santa Fé, revela quem esteve naquele já distante ano de 86, na Granja da Costa. Como o tempo passa, os remanescentes ficam mas são agraciados com dois problemas inevitáveis: um, é de memória; outro, já nem lembram mais. Assim é que fica um tanto quanto difícil proceder-se à identificação de todos os que ali pousaram para a posteridade. Os que escaparam das brumas na cabeça do redator, ainda atendem até hoje pelos seus respectivos codinomes: Joca Mendonça, Charaguaia, Paulo, Fernando Santos, Carlos Santos, Benjamin, Sérgio Siqueira, Gordo Hameister, Telmo, Paulinho Mendonça, Ignácio Mendonça, Budi...

Todos jogavam muita bola. Todos eram poetas, seresteiros e namorados de suas namoradas que torciam inutilmente pelo sucesso de suas carreiras futebolísticas. Pode não ter saído daí nenhum Fenômeno, mas hoje são todos muito bem educados, muito comportados e todos de fino trato. Tanto é que, sem medo de ser feliz, a reunião de confraternização será no salão de festas do prédio onde reside hoje a família do Dr. J. L. Mendonça - inesquecível Mundomaníaco da impoluta Rádio Universidade dos Anos Dourados.

Dona Marlene - primeira-dama do anfitrião Joca Mendonça - verdadeira lenda viva do esporte citadino, já avisou à vizinhança que, ao correr do dia, ninguém estranhe se escutar o som de um frenético bate-bola no apartamento de cima. Vai ser só o "aquecimento" para o amistoso que será realizado no recinto, logo após os comes & bebes...
COMPADRIO
A República dos Calamares está saindo de cena para que entre a República Tiririca. Tanto para uma quanto para outra, CPMF e Censura são irmãs gemeas. Estão no mesmo berço. Só falta saber agora com que nome serão registradas em cartório. Lula é pai, Dilma é mãe, Franklin Martins, Guido Mantega, padrinho do novo imposto que nasce e Franklin, o Tesourão, padrinho da caça às bruxas. essa famiglia vai longe.

ENEM
Lula professorou lá em Maputo: "Se for preciso faremos uma, duas provas. Mas o Enem será continuará a ser fortalecido". Quem foi que disse que o Enem não é uma boa idéia?!? Só precisa ser realizado por gente competente. Haddad é repetente e Lula não pode ser revisor.

UM MIMO DE AEROPORTO
Se você não estava entendendo mais essa viagem de Lula à África, fica sabendo agora: ele foi a Moçambique dar um aeroporto de presente aos moçambiquenhos. A farra custou, por enquanto, U$ 18 milhões ao BNDES. Para aeroportos brasileiros e salário dos aposentados, o Brasil da Silva não tem dinheiro.

ORA, BOLAS!
Impasse judicial do Enem 'congela' 48 mil vagas de 36 universidades. É o efeito Haddad na Educação. E usando o futebol como metáfora, Lula ainda acha que tira essa de letra.

Aqui, um trecho do texto de Augusto Nunes no blog da Veja:
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

"O presidente Lula alega que não há como melhorar a saúde dos brasileiros sem os R$ 40 bilhões anuais da CPMF. Falta o dinheiro que sempre aparece quando um amigo do governo precisa. Para tirar da UTI o banco Panamericano, por exemplo, o animador de palanque ajudou o animador de auditório Sílvio Santos a conseguir um empréstimo de bom tamanho: R$ 2,5 bilhões. São 4,9 milhões de salários mínimos.Tal quantia teria permitido ao Pai dos Pobres a construção de 41.667 mil casas populares, ou a distribuição de 12,5 milhões de bolsas-família". Mas Lula está em Maputo. Lá, ele só deu um aeroporto para os companheiros africanos...

10 de nov de 2010

EXTRAORDINÁRIO?!?
Depois de desdenhar do mais recente fiasco do Enem e rouquejar que a prova tinha sido "um sucesso extraordinário", Lula agora diz que "nenhum jovem deixará de entrar na universidade pelo problema do Enem". Oque é isso, companheiro?... Afinal, o Enem foi um sucesso, ou um fracasso "extraordinário"?!?

ARTISTAS DE CIRCO
Falando em Maputo sobre a prisão de um dos chefes da Receita Federal no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP) e mais uma pandilha de 22 pessoas, por suspeita de fraudar importações, Lula disse que o fato revela a seriedade do trabalho da polícia brasileira. E regorgou: “Seja quem quer que seja – do presidente ao menor servidor público – só tem um jeito de não ser molestado: é andar na linha.”. Não é nada, não é nada, esse governo está cheio de equilibristas. Erenice, não; Erenice é malabarista.

BANCO, NÃO... BAÚ
Lula diz que a quebradeira do Banco Panamericano, do Sílvio Santos, não é com o presidente da República, é com o Banco Central. Ele e o dono do SBT são só sorrisos. Naquela visita de Silvio ao Palácio do Planalto, às vésperas da eleição, só trataram do Baú da Felicidade.

Carregado nas costas pelo palhaço Tiririca, Valdemar da Costa Neto já começou a cutucar o governo de transição. Quer espaço para o PR no ministério de Dona Dilma Vana. Tem, digamos, dossiê pra chegar a tanto.

SÓ OS NOSSOS
Ministério não é propriedade de ninguém, disse o presidente do PT. Falou como quem não quer deixar de ser dono dos ministérios que já tem.

VAI PEGAR MAL
Comissão do Senado aprova projeto que flexibiliza horário da 'Voz do Brasil'. Isso quer dizer algumas coisas. Uma delas, é que esse programa enfiado goela abaixo dos brasileiros vai ter vida longa; outra, é que agora o ouvinte vai ser colhido desprevenido e, quando menos espera, está sintonizado naquela chatice que conta a história oficial.

BILHETERIA
Só 14% dos brasileiros vão ao cinema. Governo quer redistribuir incentivo à cultura. Peralá, vai dizer que só depois de oito anos é que o governo Lula descobriu que não vinha distribuindo direito a grana?!? Para Dilma, isso vai ser só mais uma "herança do governo anterior". Quanto ao fracasso de bilheteria, basta relançar o sucesso absoluto "Lula - O Filho do Brasil". Garantia de casa cheia.

NO PAPEL
JB Digital será só para assinantes a partir do dia 16. Esse é o primeiro caso em que um projeto de jornal sai do papel e desaparece. Bem diferente do PAC que já some no papel.
PÉ ESQUERDO - Adilson Batista diz que espera "relacionamento benéfico com Neymar". Além da cacofonia já entrou pedindo dois atacantes como reforços: Guilherme, do Dínamo de Kiev e o argentino Miralles que atua no Colo-Colo. Imagina se Neymar vai concordar com isso... Esse Adilson só faz contratos de risco.

NEGÓCIO GARANTIDO - Silvio Santos dá SBT como garantia. Empresário deu aval a empréstimo de R$ 2,5 bilhões - valor correspondente ao faturamento de um ano de sua emissora - do Fundo Garantidor de Créditos para salvar banco Panamericano. Só o governo brasileiro não sabe que Silvio Santos estava louquinho para passar o SBT adiante.

PORTA DA RUA - Problemas no Enem dificultam permanência de Haddad na educação.

Apesar de apoio e admiração do presideus Lula, ministro da Educação enfrentava resistência do PT e da própria presidenta eleita. Haddad nunca teve muita afinidade com Dilma Vana.

Como tinha as costas quentes com Lula, ele andou batendo de frente com a dona da Minha Casa Civil, Minha Vida. Ele teve o topete de inclusive se negar a cumprir metas estabelecidas pela mãe do PAC, porque as considerou “exageradas”.

O Enem, ao invés de vitrine virou porta da rua para o predileto da Educação de Lula que, já se vê, continua não entendendo nada de ensino. E Lula que fique na dele depois de 31 de dezembro. Do primeiro dia de 2011 em diante ele deixará de ser presideus para ser um reles criador. Quem vai mandar é a criatura.

CARA DE MORDOMO - Dilma Vana tem tudo para escapar incólume de qualquer deslize que seja cometido no âmbito do Palácio. Tem como vice Michel Temer. Em histórias de terror, o mordomo é sempre o culpado.

SACANAGEM - Lula defende aumento de salário para próximo presidente. Para o presideus em fim de gozo de suas férias de oito anos, o Congresso fez 'sacanagem' em 2002 ao autorizar reajuste apenas para parlamentares. Sacanagem fez Lula ao enfiar o fator previdenciário nos velhinhos e estrinicar os os ganhos dos aposentados e pensionistas da Previdência.