26 de jul de 2010

A Nova Seleção do Brasil

Mano Menezes acaba de convocar a nova Seleção Brasileira de futebol. Vai começar a temporada caça-níquel. O grupo tem cara de renovação carismática. São jovens e tem carisma. Ninguém é santo, embora quatro deles sejam do Santos.  Todos tem obrigação de atuar bem sempre, já que até 2014 só estarão jogando por rapadura. O Brasil, porque vai sediar o Mundial, não precisa disputar vaga para a Copa Tapioca. Já está classificado. Para desgosto da Argentina.

É por esse quarteto da Vila e pela meninada aí abaixo que o Brasil passa a torcer:

Alexandre Pato (Milan) / André (Santos) /André Santos (Fenerbahçe) / Carlos Eduardo (Hoffenheim) / Daniel Alves (Barcelona) / David Luiz (Benfica) / Diego Tardelli (Atlético-MG) / Ederson (Lyon) / Ganso (Santos) / Henrique (Racing Santander) / Hernanes (São Paulo) / Jefferson (Botafogo) / Jucilei (Corinthians) / Lucas (Liverpool) / Marcelo (Real Madrid) / Neymar (Santos) / Rafael (Manchester United) / Ramires (Benfica) / Renan (Avaí) / Rever (Atlético-MG) / Robinho (Santos) / Sandro (Sport Recife) / Thiago Silva (Milan) / Vitor (Grêmio).

Esse grupo chamado por Mano Menezes, ao contrário do time de Dunga e seus Jorginhos, pode ser chamado pelo torcedor de Seleção Brasileira. Poucos, no entanto, deverão chegar daqui a quatro anos à Copa Tapioca. Talvez nem mesmo Mano chegue tão longe, ainda que a competição seja aqui em casa.