24 de jul de 2010

FIM PARA O FENÔMENO
Pronto, Ricardo Teixeira acaba de encerrar a carreira de Ronaldo Fenômeno! Contratou Mano Menezes para técnico da Seleção Brasileira. Não há nenhum outro treinador no mundo, com paciência para esperar mais uma recuperação de Ronaldão até colocá-lo em campo para jogar pelo Corinthians.

TANTO FAZ
Se o Garanhão de Pelotas fosse palmeirense ou sampaulino estaria torcendo agora para que o presidente do Corinthians escolhesse o Vanderlei Luxemburgo para técnico do timão. Como ele é santista, tanto faz como tanto fez.

CRISTA CAÍDA
Com essa desfeita, Ricardo Teixeira fez um bem para o Atlético: baixou a crista de Luxemburgo. Lá, o clube é que é o Galo.

O PIOR DE TUDO
O pior do PT não é a manjada relação que o partido mantém com as Farc - braço na tipóia dos narcoterroristas; o pior é a relação de Lula com o trombeteiro Hugo Chávez, patrão da Vuvuzela.

GUERRA NÃO É PELADA
Dando peruada sobre o conflito entre Colômbia e Vuvuzela, o presideus Lula disse outro dia que "estranha" a denúncia feita por Álvaro Uribe que, no dia 7 de agosto, vai passar o governo colombiano para Juan Manuel Santos. Pensa que esse tipo é que nem pelada de fim de semana, entre casados e solteiros, na Granja do Torto. Lá o Cara joga, bate pênalti e apita o fim de jogo quando está ganhando.

CAMA E MESA
Perícia demonstra: sangue encontrado em colchão na casa de farras do goleiro Bruno, não é de Eliza. Vai ver que eles temperavam a carne para o churrasco em cima da cama...

SABER ENVELHECER
O caquético e carcomido Sylvester Stallone veio ao Brasil, fez mais uma de suas pornochanchadas bélicas e depois quis fazer graça na Comic-Con /2010, a maior feira de histórias em quadrinhos do mundo, que é realizada anualmente em San Diego, nos EUA. Falando sobre sua experiência nas filmagens no Brasil, disse que "Você pode explodir o país inteiro e eles dizem, obrigado e aqui está um macaco para você levar com você para casa". Do atarracado bombado, de boca torta só se poderia esperar que as palavras saíssem distorcidas. A notável escritora francesa, Sidonie Colette bem que já recomendava: "...Não chore, não junte as mãos em súplica; é preciso saber envelhecer". A propósito, tem muito presidente por aí que já deveria ter lido a obra completa de Colette.