31 de jul de 2010

Ligações perigosas

Enquanto Lula fica tentando tapar o sol com a peneira, requebrando-se em cima do fio de um telefone, Hugo Chávez trata de  mobilizar tropas de infantaria e da força aérea em meio à tensão criada pela denúncia do governo colombiano de que a Venezuela abriga guerrilheiros de esquerda.

O trombeiteiro comandante vuvuzelano não disse exatamente para onde estava enviando as tropas nem o número de unidades, mas afirmou que lhe dá tristeza confessar em público que está investindo de quatro a seis horas de seu dia para estudar planos de guerra.

O conhecido aconchego de Lula ao chavismo não lhe dá o direito de usar o santo nome do Brasil em vão. O melhor que poderia acontecer neste exato momento era o rompimento imediato das relações... telefônicas. Que as diplomáticas, há muito tempo são um desastre.

É fácil fazer war not love quando se tem as costas largas.