26 de jun de 2010

O Meio de Campo era a cabeça do Dunga

Sem Kaká e sem Robinho deu para ver a diferença na seleção de Dunga nesse jogo por rapadura contra Portugal. O vácuo no meio de campo parecia a cabeça de Dunga cheia de jorginhos. Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Ganso foram as ausências mais sentidas.  Agora só falta dizerem que Elano também fez falta. Mais do que no time dentro de campo, falta espaço inteligente na seleção que o Dunga levou para a África. Dunga e seus jorginhos conseguiram endurecer uma Copa mole, mole.

O MELHOR EM CAMPO - O melhor jogador do time de Dunga em campo nesse zero a zero com Portugal foi Cristiano Ronaldo. Seu único erro foi vestir a camiseta portuguesa. Jogou pra nós o tempo todo. Muito mais que Nilmar e Luís Fabiano juntos.

PROTEÇÃO - O goleiro Julio Cesar disse que usa proteção nas costas "por segurança" e para "evitar o pior". E com a frente, ele não se preocupa, não?!? Nem mesmo para "o melhor"?!?

BOATO - A melhor notícia que a famiglia Dunga deu aos jornalistas brasileiros para o mata-mata contra o Chile: Felipe Melo é dúvida. Espera-se que não seja só mais um factóide secreto.
PIOR - Que time ruim aquele da Espanha! Mas os chilenos, grandes fregueses de caderno, tem toda razão, o time que Dunga levou para a África é pior ainda.

A COPA - Argentina, Brasil, Chile, Estados Unidos e México estão classificadas para a fase do mata-mata. Está começando a Copa Mercosul na África do Sul.

ESPECIALISTAS - Em tudo e por tudo, esta é a fase que os africanos mais entendem no país do apartheid: o mata-mata.