16 de jun de 2010

Konfraria do Mezanino Porcão-Brasília Abriu a Copa!

Fotos: Arq.Implacáveis SMacedo
Faltava pouco para a Seleção de Dunga entrar em Campo contra a Coréia do Norte. Quase tudo pronto para se abrir a copa no apartamento-estádio de L. Carlos e Clara Dias. Aí Sérginho Macedo lembrou que não tinham convidado o Pelé.


 Prontamente, o anfitrião resolveu telefonar para o amigo Edson a fim de convidá-lo para a festa...
Enquanto isso alguns abstêmios tentavam induzir outros convivas a uma inocente dose tripla de Ballantines 12 Anos. Toninho Pontes resistiu. Ficou apenas no champanhe de idioma galês, só para sorver estrelas.
Depois de ouvir de Pelé as devidas desculpas por não ter tempo hábil para comparecer ao ágape, Dias resolveu investir-se na pele de Chef da Copa. E armou-se dos pés à cabeça para tal desiderato...
E foi à luta..
Afinal chegou a hora de abrir a copa!
A bola correu e muitos até ficaram sabendo o resultado do jogo. O Brasil perdeu feio: fez um gol e tomou dois da Coréia do Norte. Um desastre pior do que qualquer reles e miserável empate.
Ao fim e ao cabo, tudo acabou assim que terminou. Coisa de meia-noite da grande estréia. Só para que tudo não passase em brancas nuvens, Dias ainda abriu a temporada curta de degustação de umas que outras garrafas rapidamente consumidas. Pela ordem, uma unidade de cada: Brunelo de Montalcino, safra 2001; Chateauneuf du Pape, safra 2005; Rutini Cabernet/Malbec, safra 2005, e um exemplar Angelica Zapatta Cabernet, safra 2003....

Foi então que Dias assumiu a sua terceira personalidade do dia: inspirado no Angelica Zapatta Cabernet, incorporou o Emiliano. O bigodão já foi legítimo. E então, depois de tudo cantaram El Sombrero. Pelo sucesso da Abertura Oficial da Copa...Viva Zapatta!!