9 de ago de 2010

Plebiscito no Irã

Há mais de duas semanas, o Garanhão de Pelotas enviou ao Sargento Garcia - olhos e ouvidos de Lula e voz do Itamaraty para imbecilidades internacionais, uma mensagem por celular. O artefato foi arrancado das mãos de um presidiário vizinho de cela do italiano Cesare Battisti, na última visita que fez à Papuda.

O Garanhão quer que Lula proponha a realização de um plebiscito no Irã para saber, entre o vivo Ahmadinejad e a viúva Sakineh, quem é mesmo que os iranianos querem apedrejar.