1 de ago de 2010

Liberou geral

Pelo que está na lei, o PT vai ter que ressarcir os gastos com o uso do Airbus da FAB pela comitiva de Lula, nos horários em que ele deixa de ser presidente do Brasil para ser cabo-eleitoral.

O presideus até pode usar e abusar do avião presidencial para comicializar com a sua postulante Dilma, mas a porca torce o rabo na hora de pagar a conta da regalia ao Tesouro Nacional. Quem entra no paga e não bufa é o PT, afinal os perdulários voos são do presidente de honra do partido.

Tudo isso deveria acontecer, bastaria que o PT, seu honorável presideus e seus discípulos obedecessem ao que está disposto no artigo 76 da lei 9504/97. É bem provável que, nesse caso, a ordem e o progresso sejam cumpridos, já que o ressarcimento previsto é igual aos gastos com o aluguel de um jato tipo assim táxi aéreo. Nada que um gordo Caixa/2 - que todo mundo tem - não possa cobrir.

Pronto, liberou geral!