12 de ago de 2010

Pérola Lulática

No discurso durante a audiência ao Conselho Nacional da Juventude, no Centro Cultural Banco do Brasil, no mais puro e franco desempenho das funções de cabo eleitoral, Lula da Silva ironizou a legislação eleitoral. Ele soltou mais uma da Série Pérolas Luláticas: disse que não poderia citar os deputados presentes à cerimônia, porque a lei proíbe:

 "Na verdade a culpa é deles que fizeram a lei, não é nossa. Não sei como alguém faz uma lei que proíbe citar seu nome".

Dessa vez o presideus se superou. Quer uma lei específica para cada reles mortal brasileiro. Deve estar com ciúme por que tem Lei Maria da Penha, Lei Pelé, Lei Zico... Quer uma lei agora que diga explicitamente: "Fica proibido ao presidente da República citar em palanque o nome da Sra. Dra. Dilma Vana Rousseff".