12 de ago de 2010

Lula, o Acelerador

Aproveitando-se de um descudio do Sargento Top-Top Garcia, Celso Amorim ao referir-se à iminente morte por enforcamento da iraniana Sakineh - a viúva que traiu o marido morto, conseguiu dizer que "um gesto humanitário seria bom para o Irã".

Ele ainda não se deu conta de que as ofertas de abrigo a Sakineh feitas por Lula da Silva ao companheiro bom e batuta Mahmoud Ahmadinejad só aceleraram a execução da pobre mulher.

As outras iranianas que estão na fila da lapidação e da forca, estão rezando para todos o santos e todos os deuses que Lula não meta mais o nariz onde não é chamado. Basta que ele deixe a fila em paz. Ali ninguém quer ficha preferencial.