12 de ago de 2010

Dia "D" em Hai-Kai

Hoje, o Garanhão de Pelotas, sabe-se lá porque cargas d'água, resolveu tratar um pouco de hai-kais, prosa e esparrela usando apenas a letra "D". Aguente, se puder:

D

Descaso na Criação
Eu desembesto: / Deus fez o mundo, mas só / Cuida do resto.

Deus dará
E diz o morto: / Eu nunca fui direito, / Deus me fez torto.

Dignidade
Tem piedade. / Pisa nos outros, mas com... / Dignidade!

O pai protesta: /A meia-gravidez é / Quase-honesta.

Diplomacia
Qualquer intriga / O diplomata partia / Para a briga.

Dor
Que pode fazer / Você com minha vida?... / Laisse-moi douleur!

Prosa
DEMOCRACIA
Já deu para ver que na democracia brasileira, somos governados por assembléias populares apenas quando os governantes nada podem fazer sem elas. E, assim – como acontece nas eleições – o povo acredita que é ele quem governa. Na realidade, os que mandam, estão somente transferindo para cada um de nós o direito de ser o opressor de nós mesmos. Estou convencido de que a democracia só existe porque o regime republicano é uma necessidade para as nações ingovernáveis. No Brasil, a democracia vem substituindo as nomeações paridas por uma oligarquia - leia elite -  disfarçada de políticos, pela escolha feita por uma minoria embezerrada.

Esparrela

DINHEIRO SUJO
Já faz tempo: rebuliço no aeroporto. Tinham flagrado um “laranja podre” para transportar dinheiro sujo – brasileiro e americano.

Assim que viu os dólares dentro da cueca do bom José, assessor parlamentar do irmão de Zé Genoíno, a policial encarregada de fazer a revista no suspeito torceu o nariz e deu uma ordem delituosa: - Levem já esse dinheiro para lavagem!