26 de out de 2010

O PECADO DE TIRIRICA

Tiririca vai ser submetido a um teste de escrivinhação e de leitura em voz alta da Constituição-Cidadã para provar que sabe o que o próprio presidente da República não sabe. O pecado mortal de Tiririca foi ganhar um um milhão e 300 mil votos para a Câmara de Deputados. Se estivesse concorrendo agora à Presidência da República, ninguém perguntaria se ele é analfabeto.

MINHA CASA CIVIL
O advogado de Erenice Guerra, Mário de Oliveira Filho, admitiu, na Polícia Federal, em Brasília, que a dona-faxineira-ministra da Casa Civil realmente se encontrou com Rubnei Quícoli. Ele é o empresário e consultor que denunciou ter sido pressionado para barganhar e pagar por decisão governamental. Quícoli contratou Israel, filho de Erenice, para articular um empréstimo junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento) no valor de R$ 9 bilhões.

Quícoli usaria o que lhe sobrasse da grana para a construção de uma usina no Nordeste do país. Pela intermediação do negócio, Israel receberia seis parcelas de R$ 40 mil e mais uma cláusula de sucesso de 5% do valor total do empréstimo. Isso dá, entre a "cláusula de sucesso" e as seis parcelas de "intermediação", uma comissãozinha de R$ 690 milhões. Divida isso pelo seu salário e veja quantos séculos você teria que trabalhar antes de bater as botas para receber isso aí.

Essa é a primeira vez que alguém em nome da ex-ministra confessa que ela se encontrou com Quícoli. De acordo com Mário de Oliveira, o encontro foi marcado oficialmente pelo gabinete e durou cerca de 1 hora. Quícoli deixou a bola quicando: Erenice, meteu o braço-direito de Dilma na Minha Casa Civil, Minha Vida. Cá pra nós e que ninguém ouça o Garanhão de Pelotas: pra votar nessa gente só mesmo sendo uma múmia.