6 de out de 2010

Boca de Urna ou Nada!

Agora, o pessoal do Partido Verde está dizendo que pesquisas prejudicaram Marina. É tarde, Inês é morta! Tinha que ter dito antes. E não seria verdadeiro. Teriam que denunciar que as pesquisas estavam prejudicando Marina, Serra, Plínio e quem quer que fosse candidato a presidente da República e não se chamasse Dilma.

Assim como a Legislação eleitoral proibe rádios, jornais emissoras de TV de realizarem pesquisas próprias, deveria - em nome da ditadura do TSE - estender a mordaça aos institutos de pesquisas eleitorais que, reconhecida e historicamente, estão a serviço de seus patrocinadores. Ou então liberar geral.

Quanto interessa mesmo à opinião pública saber o que as pesquisas "retratam" antes do dia das eleições? O que vale mesmo é o que as urnas dizem. Dado de pesquisa é engodo. Só serve mesmo para apresentadores de programas jornalísticos bancarem os entendidos em sonetos que saem sempre bem piores do que a encomenda. Só há na verdade, uma pesquisa eleitoral eficaz e confiável: a de boca-de-urna.

Por enquanto, nada mais hilário que a cara séria de William Bonner & similares fazendo o papel de arauto de ibopes, sensus, vox populis, datasfolhas e seus genéricos.