31 de out de 2010

FALTA MUITO - Lula é cabol eleitoral - ops! - presidente do Brasil até 31 de dezembro de 2010. Quer dizer, ainda falta um século para sua foto ir parar nas gavetas das redações.

NÃO ACREDITE - Lula votou em São Bernardo, cutucou o tucano dizendo que "Serra sai menor da eleição" e descartou 2014 de sua agenda. Assim é que acabamos de assistir ao lançamento de sua nova campanha à Presidência da República.

JEITINHO BRASILEIRO - O golpe do feriadão que levou ao maior índice de abstenções da história democrática desse país poderia ser contornado facilmente. Bastava o TSE ter instalado urnas nos aeroportos congestionados e  nos pedágios das rodovias.

A MUDANÇA - Lula chega ao fim de oito anos de comando, plenamente realizado: conseguiu venezuelar o Brasil e transformá-lo num imenso laranjal.

APROVADO - Eleito deputado federal, com mais de um milhão e 300 mil votos, Tiririca está sendo obrigado a provar que sabe ler e escrever. Ele diz que está tranquilo com relação ao teste. Sua declaração foi feita logo depois que ele soube que a prova seria corrigida pelo presidente Lula. Deixou inclusive de preparar a "cola" que estava querendo levar para o exame.

CHOCADEIRA - Contam os jornais: "Morte de Nestor Kirchner choca a Argentina". Pronto, Cristina Kirchner já não precisa mais se preocupar com isso. O país já encontrou uma chocadeira alternativa.

VITÓRIA DO TSE - Em Brasília, deu o que todo mundo sabia sem qualquer necessidade dos institutos de pesquisa eleitoral. O TSE derrotou Roriz. E Roriz provou que cada um tem a Dilma que merece. A dele se chama Weslian.

PT ATUCANADO - Em Goiás, no Pará e nas Alagoas, pelo que se vê até agora, o PT de Lula foi vitima de tucanagem.