14 de mar de 2011

Burocracia prejudica time da rua
do Garanhão de Pelotas 


Receita Federal tem R$ 2 bilhões em produtos ilegais apreeendidos. A burocracia lota os depósitos do Leão e atrasa tudo com relação ao destino que deve ser dado às mercadorias conviscadas. Em São Bernardo do Campo há casos genéricos. Em um deles, o pessoal não sabe o que fazer com 11 caminhões atulhados de bugigangas.

Reportagem de Renata Veríssimo revela na edição desta segunda-feira, (14) do jornal O Estado de S. Paulo, que "doações de mercadorias pela Receita incluem itens inusitados como R$ 250 mil em bebidas alcoólicas para a Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), no Paraná, e um veleiro alemão para a Universidade Federal Rural de Pernambuco". Epa! Quem decide isso aí?!?

E olha só a justificativa que repórter encontrou pela frente: 1) Segundo a Receita Federal, as bebidas que seriam destruídas são usadas em pesquisa científica de produção de biocombustível e seus subprodutos são reciclados e utilizados para produção de material de limpeza; 2) O veleiro é usado nas aulas práticas de navegação e oceanografia.

Como conclui o Garanhão de Pelotas, no primeiro caso, a dose acaba numa boa idéia! Já com relação ao veleiro, seria bom descobrir se a universidade é rural ou marítima.

O Garanhão não se conforma: - Bolas, a turma do Caiçara, time lá da minha rua "numa pátria pequena que eu tenho no Sul" acaba de fazer um cruzeiro marítimo que foi do Sul ao Nordeste e todo mundo pagou com dinheiro do próprio bolso. Até o Mansur Macluf. Pode?

O Garanhão garante que eles querem isonomia. Adiantam até que aceitam veleiros, ainda que usados e mesmo que a previsão de uso seja só lá para o meio do ano que vem, ou no dia de São Nunca.

Reprodução/Site Charqueada S. João

De outra parte, o grande goleador do time da Charqueada São João, cujo gramado e churras-queira nasceram às bucólicas margens do Arroio Pelotas, adianta que o elenco já se movimenta no sentido de informar a quem de direito que está pronto para incrementar os passeios de barco pela Rota do Charque ou aventuras turísticas similares. Aceita veleiros para juntar a sua esquadra de andanças históricas. Podem ser alemães mesmo. Os turistas e o veleiro.

RODAPÉ - Navegue no site da Charqueada São João: http://www.charqueadasaojoao.com.br/ - Agende seus passeios: (53) 3228 2425 / Fax: (53) 3278 8785 / (53) 8406 4496 (53)